Teles: lucro alto, margem baixa

Cartola: 
Olho: 

Apesar das altas de 28,1% no lucro líquido do segundo trimestre, as operadoras de telefonia têm amargado um recuo nas margens operacionais (de 33,9% para 32,8%), fruto da competição.

Matéria do jornal Valor Econômico dessa segunda-feira, 22, analisa o setor brasileiro levando em conta o desempenho de cinco empresas: Telefônica, Oi, TIM, Net e Embratel (acionista da empresa de TV por assinatura).