Multada em R$ 1 mi, TIM tenta conciliação em SC

25/04/2011 11:37

O diretor Comercial da TIM, Alexandre Ratacheski, se reuniu na quarta-feira, 20, com o diretor do Procon de Florianópolis, Tiago Alves, para apresentar um projeto de remodelação de atendimento em lojas próprias da operadora na capital catarinense.

Tamanho da fonte: -A+A

O diretor Comercial da TIM, Alexandre Ratacheski, se reuniu na quarta-feira, 20, com o diretor do Procon de Florianópolis, Tiago Alves, para apresentar um projeto de remodelação de atendimento em lojas próprias da operadora na capital catarinense.

A reunião foi uma tentativa de conciliação com o órgão de proteção ao consumidor que, na segunda-feira, 18, divulgou a aplicação de multa de R$ 1 milhão à operadora por descumprimento de uma determinação que a impedia as lojas da empresa de venderem produtos até a quarta-feira, 20, na cidade.

Conforme o Procon, a operadora foi informada da proibição, mas menos de três horas após a notificação foi feito um flagrante de venda em uma loja do centro de Florianópolis.

De acordo com notícia do jornal Diário Catarinense, na unidade da rua Felipe Schmidt, um fiscal à paisana comprou um chip para celular, durante as 48 horas de impedimento informadas à matriz por medida cautelar na manhã da segunda-feira, 18.

O diretor do Procon de Florianópolis, Tiago Silva, informou, quando da multa à operadora, que a matriz tinha a obrigação de avisar todas as revendas da TIM na capital e que a não foi a primeira vez que TIM foi notificada na cidade.

Segundo ele, notificações já haviam ocorrido diversas vezes, mas não houve adequação da operadora ao que determina o Código de Defesa do Consumidor na capital catarinense.

Em uma das notificações, por exemplo, consta que um cliente da operadora contratou um serviço por R$ 29,90 mensais e sua conta veio com o valor de R$ 1.038.

A TIM detém, segundo dados próprios, 38,7% de participação de mercado em Santa Catarina. De olho da defesa de sua fatia, a operadora procurou o Procon da capital do estado para averiguar que medidas pode tomar para reaver a credibilidade e o direito à venda – e, principalmente, recorrer da multa milionária.

Segundo o diretor Comercial da tele, medidas já vem sendo tomadas para o cumprimento das demandas do Procon, especialmente no que se refere ao atendimento a clientes da cidade.

No encontro com o diretor do Procon local, Alexandre Ratacheski detalhou um projeto de remodelação da loja localizada no shopping Beira Mar, na capital catarinense, além de assumir o compromisso de aumentar a capacidade de resolução dos casos registrados no 0800 do órgão.

Durante a reunião, Ratacheski também confirmou que, além do aumento imediato no número de consultores de pós-venda, conforme solicitado pelo Procon, a loja será transformada este ano em uma unidade do modelo TIM Store, com atendentes especializados para tirar dúvidas sobre planos, faturas e serviços, emitir segundas vias de contas, fazer recargas e permitir pagamentos, entre outras funções.

“Atenta à necessidade de resolver eventuais falhas na cobrança indevida de serviços e oferecer aos clientes um maior nível de satisfação, a TIM lançou, no início do mês, novos planos de dados para celular, com destaque para o Liberty Web Smart, que oferece internet ilimitada no celular por R$ 29,90, cobrados apenas nos meses em que o serviço for utilizado”, afirma a operadora, em comunicado à imprensa.

“Reconhecemos a importância do trabalho que vem sendo desenvolvido pelo Procon municipal e reforçamos o compromisso da TIM na oferta de serviços que atendam às demandas da população”, destaca Ratacheski.

Segundo ele, a redução do número de reclamações é alvo de um “trabalho constante da TIM, que traça ações para firmar um relacionamento de compromisso e credibilidade direta com seus usuários”.

Algumas ações que o diretor Comercial destaca são do tipo preventivas, inclusive junto a órgãos de defesa do consumidor em todo o país.

Como exemplo, Ratacheski cita o último ranking nacional do DPDC (Departamento de Defesa e Proteção do Consumidor), ligado ao Ministério da Justiça, que, segundo ele, aponta a TIM como a única operadora de telefonia móvel com redução no volume de reclamações em 2010.

Em 2011, conforme o diretor, a operadora vai focar investimentos na melhoria do atendimento, com base em três frentes: pessoas, processos e sistemas.

Na frente “pessoas”, haverá iniciativas de qualidade de vida, que o diretor não detalha, mas diz que são focadas na “satisfação em atender ao cliente”.

Já os “processos” incluem grupos de trabalho focados na análise da causa raiz de problemas e implementação de ações corretivas.

Os “sistemas”, por sua vez, abrangem a simplificação das ferramentas de atendimento da operadora ao público final.

Conforme o diretor Comercial, a meta da operadora é ser percebida como uma “empresa acessível” e que “respeita as necessidades e questionamentos de seus consumidores”.

Veja também

TIM é multada em R$ 1 mi em Florianópolis

A operadora TIM foi multada em R$ 1 milhão pelo Procon de Florianópolis, informa o site do jornal Diário Catarinense.

Conforme a matéria, a punição foi aplicada por descumprimento de uma determinação que impede as lojas da empresa de venderem produtos até a próxima quarta-feira, 20, na cidade. O flagrante na venda teria ocorrido menos de três horas depois de a operadora ser informada.

Uma loja no centro da cidade foi a responsável pela multa, relata o site.

Anatel: TIM tem pior atendimento, Vivo o melhor

Dados divulgados pela Anatel nessa semana indicam que a operadora de telefonia celular TIM teve o pior índice de desempenho no atendimento (IDA) entre as prestadoras de serviço móvel pessoal.

De uma lista de oito empresas, a TIM é a última colocada, com IDA em 76,411. Em número de reclamações, a operadora é a segunda colocada, com índice de 0,467 reclamações apresentadas na Agência por mil acessos.

Telefonia lidera queixas no Procon-RS

As empresas de telefonia lideram o ranking gaúcho de reclamações no Procon.

Segundo dados divulgados pela entidade nessa quarta-feira, 16, a maioria das reclamações a maioria é relacionada aos serviços de telemarketing. Global Village Telecom (GVT), Brasil Telecom e Claro  são algumas das empresas da lista.

Logo depois da área de telefonia aparecem empresas dos produtos. Os dados foram fornecidos pelo Sistema Nacional de Defesa do Consumidor (Sindec).

Teles em 30% das reclamações do Procon POA
O Procon Porto Alegre completa um ano de funcionamento registrando mais de 27 mil atendimentos realizados junto à população da capital. Do total, 30% das demandas referiram-se a problemas com empresas de Telecomunicações.

Os dados foram enviados à imprensa pela assessoria do PROCON POA após serem divulgados nesta terça-feira, 03, pelo titular da Smic, Idenir Cecchim, e pelo coordenador executivo do Procon, Omar Ferri Júnior.
Procon-SP multa telemarketing em R$ 48 milhões

O Procon de São Paulo multou cerca de 53 empresas num total de R$ 48 milhões por desrespeitar a lei que dá ao consumidor a opção de não receber ligação ou torpedo de telemarketing.

De acordo com a Folha de São Paulo, as autuações foram aplicadas a empresas do setor financeiro e de telefonia, pela diretoria de fiscalização do órgão, em janeiro e em agosto de 2010.

Telefônica: reclamações caem 66%
O número de queixas de consumidores à Anatel, relativos a problemas da Telefônica, caiu 66% entre os meses de março e dezembro de 2009. 

A informação foi divulgada pelo presidente da Telefônica, Antonio Valente.

Ainda segundo o executivo, em março do ano passado, os call centers da Telefônica receberam 6,6 milhões de chamadas. Em dezembro, o número caiu para 3,3 milhões. 
TIM lança planos exclusivos para PMEs

A TIM está lançando três serviços Business Class direcionados ao mercado das pequenas e médias empresas, para suprir as necessidades de conectividade do segmento.

Os planos oferecidos são TIM Empresa Mundi 400, Liberty Empresa 400 e Liberty Web. Todos com serviço de voz e de dados, permitindo conexão ilimitada à internet.

TIM e Prime: monitoramento em campo para SMB

De olho no mercado de pequenas e médias empresas, a TIM firmou uma parceria com a Prime Systems para oferta de soluções de mobilidade.

Com o acordo, a TIM inicia a oferta de uma solução de automação e localização de força de campo, por meio de tecnologias LBS (serviços baseados em localização) e GPS, com cobrança realizada direto na fatura da operadora.

TIM reclama de anúncio do pré-pago Claro

A TIM apresentou nessa quinta-feira, 31, um representação contra a Claro ao Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) por concorrência desleal em propaganda que envolve promoções em pacotes de voz e dados para celular pré-pago, informa nessa sexta-feira, 01, o jornal Folha de S. Paulo.

O problema é, segundo a TIM, uma propaganda veiculada desde o último fim de semana.

TIM mantém avanço, Vivo cai

A operadora TIM manteve o crescimento no mercado de telefonia móvel brasileiro, chegando a 52 milhões de assinantes em fevereiro, e aos 25,16% de market share no país, alta de 6,4% frente ao mesmo país do ano passado.

Na comparação anual, a TIM foi a única operadora com avanço no mercado.

TIM tem receita de R$ 14,4 bi em 2010

A TIM encerrou 2010 com receita líquida de R$ 14,46 bilhões, 5,2% a mais do que em 2009.

Já o lucro líquido foi de R$ 2,2 bilhões, 176% acima dos R$ 801 milhões obtidos no ano anterior.

O resultado Ebitda do ano teve crescimento anual de 18,4% e atingiu R$ 4,19 bilhões, com margem de 29%, contra os 25,8% de 12 meses antes.

Só no quarto trimestre de 2010, o Ebitda da operadora ficou em R$ 1,2 bilhão, alta de 10,7% ano/ano, com margem de 30,6%.

Porto Seguro + TIM = 1a MVNO do país

A seguradora Porto Seguro anunciou nesta segunda-feira, 14, o fechamento de um acordo com a TIM para lançar a primeira operadora de celular virtual do país, em conjunto com a Datora Telecom.

A companhia vai atuar no modelo MVNO (Mobile Virtual Network Operator), estipulado pela Anatel e que permite a empresas de outros setores atuarem em Telecom, usando a infraestrutura de chamadas de uma operadora celular para vender serviços com sua marca.

TIM quer fatia da banda larga massificada

A TIM também quer ter uma fatia da democratização da banda larga.

Nessa terça-feira, 08, o presidente da operadora – a terceira maior no Brasil – reuniu-se com o  ministro das Comunicações Paulo Bernardo e apresentou seu plano de inclusão digital, voltado à conexão em cidades com concentração da população de menor renda.

Detalhes práticos de um plano de ação da empresa não foram apresentados no encontro.