Paulo Bernardo

Tamanho da fonte: -A+A

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, prevê problemas com a popularização da banda larga no Brasil – a preços entre R$ 25 e R$ 35 – prevista para o segundo semestre desse  ano.

Para Bernardo, o entrave principal será o suporte básico à prestação do serviço.

“Percebemos que, quando começarmos a vender a internet mais barata, vamos ter um problema sério de infraestrutura”, afirmou o ministro.

O temor principal é que a demanda de uso das redes atualmente instaladas no país cause um congestionamento nas infraestrutura. De acordo com Bernardo, as limitações serão enfrentadas com investimento na construção de redes de fibras ópticas para atender ao aumento da demanda.