Os setores de Telecom e TI devem realizar investimentos de R$ 3,8 bilhões relacionados à Copa de 2014, o que representa 12% dos R$ 33 bilhões previstos na área de infraestrutura.

Os dados são do estudo encomendado pelo Ministério do Esporte, que prevê impactos econômicos próximos a R$ 185 bilhões entre 2010 e 2019, sendo R$ 48 bilhões em reflexos diretos e R$ 136 bilhões indiretos.

A previsão de investimentos em infraestrutura é o maior componente do cálculo, pois considera a modernização dos estádios e os aportes no setor de transportes, segundo informações do Convergência Digital.

Embora não sejam especificamente descritos, os impactos dos  investimentos dos setores de TI e Telecom também estão na soma dos R$ 17 bilhões esperados no incremento da arrecadação de tributos federais, estaduais e municipais. Além disso, estima-se que serão criados 737,8 mil empregos, sendo 32% no setor de serviços.

Já a expectativa com o incremento do turismo incremental é de R$ 9,4 bilhões, o que deve gerar 330 mil empregos permanentes e outros 380 mil temporários. O aumento no consumo das famílias seria de R$ 5 bilhões.

As análises econômico-financeiras foram feitas com informações fornecidas pelo governo e também utilizaram como referência os resultados obtidos em outras Copas do Mundo.