A GVT obteve uma linha de financiamento do BNDES no valor de R$ 616 milhões, o segundo maior da história da operadora com o banco de fomento estatal.

A companhia espera a liberação da primeira parte do financiamento, no valor de R$ 200 milhões, antes do fim de 2008. O restante será liberado em parcelas até o final de 2011 e será baseado nas atividades de investimentos da companhia.

O contrato tem prazo total de oito anos e meio, sendo dois anos e meio de carência para a amortização do principal e com incidência de pagamentos de juros somente, e seis anos para a amortização completa do principal e incidência de juros a serem pagos mensalmente. O pagamento final do financiamento está planejado para junho de 2017.

“Além de contribuir para o financiamento do nosso plano de expansão para 2009-11, a transação confirma a confiança do mercado nos fundamentos e na solidez do nosso modelo de negócios”, afirma o presidente do Conselho da GVT, Shaul Shani.

Crescimento
Desde a abertura de capital na Bolsa de Valores de São Paulo (BM&FBovespa) em fevereiro de 2007, a empresa adotou um plano de aceleração do crescimento e investiu um total de mais de R$ 1 bilhão na ampliação da rede e no lançamento de serviços em novas áreas.

Nos últimos 15 meses, a empresa lançou operações em várias novas cidades como Belo Horizonte, Contagem e Betim em Minas Gerais, e Salvador na Bahia. Além disso, houve ampliação da rede na área original de atuação, nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Goiás, Mato Grosso do Sul, Acre, Tocantins, Rondônia e Distrito Federal.

O número de cidades atendidas, incluindo as localidades lançadas no Sudeste e Nordeste, cresceu de 62 em fevereiro de 2007 para 80 atualmente.