Tamanho da fonte: -A+A

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) divulgou nesta segunda-feira, 11, as condições para aprovar em definitivo a incorporação da Vivo pela Telesp, no processo em que a Telefónica assumiu a participação da Portugal Telecom na maior operadora celular do país.

Foi dada anuência prévia para a incorporação, mas impostas condições para a Vivo e para a Telesp cumprirem.

Entre as determinações no lado da operação fixa da Telefónica no Brasil está a instalação até o final de 2012 de 400 mil acessos adicionais à sua planta de internet rápida por tecnologia ADSL.

Do lado da operação celular, a Vivo terá de ampliar sua cobertura de Internet rápida 3G, também até o final de 2012, "em, no mínimo, 150 novos municípios".

A Anatel também determinou que a Telesp terá que levar serviços de fibra óptica a no mínimo 70 mil domicílios até o final de dezembro do ano que vem e que a Vivo terá de disponibilizar conexão à Internet para 100 escolas rurais dentro de sua área de cobertura 3G no país.

As informações são da agência Reuters.