O tráfego mensal de dados em redes celulares no mundo aumentará quase dez vezes entre 2011 e 2016, passando de 530 PetaBytes para 4,6 mil PetaBytes.

A estimativa faz parte de um estudo realizado pela Ericsson e não leva em conta o tráfego via WiFi, WiMAX móvel e nem entre máquinas (M2M), aponta o site Teletime.

Segundo o estudo, o crescimento médio anual nesse período será de 60%. Nesse mesmo intervalo de tempo, o tráfego mensal médio de um smartphone aumentará de 300 Mb para 800 Mb, enquanto o de um laptop conectado a redes celulares subirá de 1,9 Gb para 6,5 Gb.

De acordo com o estudo da Ericsson, entre 30% e 40% do consumo de dados móveis atualmente se deve a aplicações de vídeo online. Navegação em sites responde por algo entre 20% e 30%.

O restante é dividido entre atualizações de software, redes sociais, compartilhamento de arquivos, email, música etc.

De acordo com a pesquisa, a quantidade de laptops e tablets conectados a redes móveis aumentará de 180 milhões para 550 milhões em cinco anos.

No mesmo intervalo, a quantidade de smartphones de alto consumo (iOS, Android etc) subirá de 450 milhões para 2,1 bilhões, enquanto a base dos demais smartphones passará de 810 milhões para 2,6 bilhões.

Ou seja, em 2016 haverá aproximadamente 5,25 bilhões de conexões de banda larga móvel no mundo.