Brasil pode ter tablet 31% mais barato

07/04/2011 10:35

Devido à redução de impostos, tablets produzidos no Brasil poderão custar até 31% a menos do que os similares importados.

Conforme estimativa do Ministério das Comunicações, o IPI poderá cair de 15% para até 3% e o ICMS, de 18% para 7%.

Tamanho da fonte: -A+A

Devido à redução de impostos, tablets produzidos no Brasil poderão custar até 31% a menos do que os similares importados.

Conforme estimativa do Ministério das Comunicações, o IPI poderá cair de 15% para até 3% e o ICMS, de 18% para 7%.

Na sexta-feira, 1º de abril, o Ministério do Desenvolvimento, Indústria, e Comércio Exterior (MDIC), divulgou uma consulta pública sobre a proposta de criação de um Processo Produtivo Básico (PPB) para tablet PCs no país.

A consulta vai definir as normas exigidas para obtenção da redução tributária pelos fabricantes de tablets.

Há, por exemplo, percentuais exigidos de produção nacional de peças e componentes para os tablets, o que inclui módulos de memória, placas de circuitos, carregadores de bateria, telas, entre outros.

Ainda segundo divulgado pelo MDIC, as exigências de participação de componentes nacionais nos tablets deverão aumentar, gradativamente, nos próximos três anos.

As indústrias que não atenderem aos percentuais exigidos – sendo que a falta não poderá ficar acima de 5% - serão obrigadas a, no ano seguinte, compensar a diferença.

Para garantir o cumprimento das exigências, anualmente cada fabricante terá de prestar contas ao governo, por envio de relatório, sobre os insumos utilizados.

Até agora, players como Motorola, LG, Itautec, Samsung e Positivo manifestaram interesse em contar com a redução para a fabricação local dos equipamentos.

Veja também

Ministério: consulta sobre produção de tablets

Uma proposta para criação do Processo Produtivo Básico (PPB), divulgada pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), dá os primeiros passos para colocar os tablets feitos no país dentro de benefícios tributários.

O documento, publicado no Diário Oficial da última sexta-feira, 01, ditará as regras para a produção de tablet PCs em território nacional.

Motorola quer menos imposto em tablets no BR

Em reunião com o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, o presidente da Motorola Mobility, Sérgio Buniac discutiu na tarde dessa quinta-feira, 24, a desoneração para produção de tablets no Brasil.

A empresa pretende produzir o Xoom, seu tablet Android, em território brasileiro. O modelo será lançado nessa sexta-feira.

Segundo Buniac, ainda não há previsão de lançamento no Brasil.

Curitiba ganha aplicativo para tablets e celulares

Em comemoração aos 318 anos da cidade de Curitiba, no dia 29 de março, foi homologado pela Apple o "Curta Curit!ba".
 
Por meio de uma parceria entre a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes do Paraná, Curitiba Convention & Visitors Bureau, Instituto Municipal de Turismo e Sebrae/PR, o aplicativo gratuito traz informações sobre o turismo, serviços, meios de hospedagem, gastronomia e outros serviços.

Tablets custarão metade do preço em 2015

Dados da pesquisa Gartner divulgados nessa quarta-feira, 30, indicam que os tablets custarão, em 2015, a metade do preço que valem hoje.

Segundo a consultoria de mercado, em geral, esse barateamento é uma tendência com os eletrônicos à medida que eles se popularizam; no entanto, a queda não costuma ser em tamanha velocidade, observam os analistas do instituto.

Em 2010, 17,6 milhões desses dispositivos foram comercializados, ao valor médio de US$ 543.

Lenovo entra na corrida dos tablets

A chinesa Lenovo, quarta maior fabricante de computadores do mundo, lançou “na surdina”, como destaca o jornal Financial Times (FT.com), um representante próprio na guerra dos tablets.

Chamado de LePad, o aparelho tem tela de 10,1 polegadas e processador Snapdragon, da Qualcomm.

Chrome OS em tablets de baixo custo?

Novos rumores indicam que o Chrome OS, sistema operacional do Google, estaria sendo preparado para rodar em netbooks de baixo custo – com preço inferior a US$ 250 – e tablets.

A Asus, em parceria com a Intel, estaria preparando um modelo de ultraportátil que também seria ultrabarato, custando entre  200 e US$ 250, que viria com o Chrome OS ou com o sistema operacional móvel Android Honeycomb.

AVG lança solução de segurança para tablets

A AVG anuncia uma nova solução de segurança para tablets com a plataforma Android. O antivírus é gratuito e se chama AVG Antivirusfree.

Segundo a empresa, o programa aplicativos, configurações de dados e arquivos de mídia. E se o tablet for perdido ou roubado pode ser localizado, além de ser bloqueado, protegendo dados valiosos.

Alunos da Estácio usarão 6 mil tablets Toshiba

Seis mil tablets da marca Semp Toshiba serão fornecidos a alunos e professores da rede de ensino Estácio de Sá.

Estudantes e docentes dos cursos de Direito no Rio e no Espírito Santo serão beneficiados, além dos matriculados nos cursos de Gastronomia e Hotelaria nos campi fluminense e paulista da universidade.

Acompanham os gadgets planos de dados 3G com desconto para os 500 professores e 5,5 mil alunos que receberão os aparelhos.

Tablet da Itautec chega até o final do ano

A Itautec prepara o lançamento de um tablet no país no segundo semestre.

SP integra segurança com 11 mil tablets e 4G

A Polícia Militar do Estado de São Paulo adquiriu 11 mil tablets, que serão instalados nas viaturas a partir desta semana, dando início à operação de uma rede móvel de alta velocidade que permitirá a comunicação em tempo real entre as viaturas e os órgãos da área de segurança pública.

Os equipamentos foram fornecidos pela MXT, que participou da licitação do projeto por meio da Nell, e pela Mobiware.

Olivetti lança tablet com Android

A tradicional marca de máquinas de escrever Olivetti, fundada em 1908, lançou no mês de fevereiro, na Itália, um novo “equipamento”.

OliPad é o nome do tablet da empresa.

Por € 399, desde a última segunda-feira, 07, é possível adquirir um modelo do gadget que tem tela de 10 polegadas (com resolução de 1024 por 600 pixels), conexão Wi-Fi e 3G, Bluetooth, entrada para cartão micro SD e portas USB e HDMI.

IDC: 18 milhões de tablets vendidos em 2010

Dados da consultoria IDC divulgados nessa quinta-feira, 10, indicam que foram vendidos 18 milhões de tablets em 2010, sendo que 10,1 milhões foram comercializados apenas no último trimestre do ano passado.

Apesar de encerrar o ano com 83% do total de tablets vendidos no mundo, a fatia da Apple caiu.

Segundo a IDC, dos 93% no terceiro trimestre de 2010, a empresa com sede em Cupertino declinou para 73% no período de outubro a dezembro do ano passado.

Ilegra: SOA, cloud, smartphones e tablets

A Ilegra acaba de lançar o iyond, uma nova área de negócios que visa combinar uma série de serviços e tecnologias, incluindo design arquitetura orientada a serviços, cloud computing até a criação de aplicativos para smartphones e tablets.

A empresa vai desenvolver os projetos usando metodologias ágeis, com entregas  contínuas e freqüentes e cobrança de um fee mensal no lugar da tradicional taxa homem hora.

LG quer fabricar tablet no Brasil

Lançado oficialmente no Mobile World Congress (MWC), em Barcelona, no mês passado, o tablet Optimus Pad será fabricado no Brasil pela LG Electronics.

Segundo a empresa, a fábrica de Taubaté (SP) será responsável pela produção do aparelho.

Gartner: China e tablets afetarão venda de PCs

A consultoria Gartner reduziu nessa quinta-feira, 03, suas projeções de vendas de computadores para 2011 e 2012 diante do enfraquecimento da demanda por máquinas portáteis no mercado de consumo.

Segundo o diretor de pesquisas do Gartner Ranjit Atwal, o reajuste reflete a previsão de enfraquecimento na demanda do mercado de consumo na China.

Além disso, se espera “uma perda generalizada do entusiasmo por PCs portáteis”.

25% das equipes externas têm tablets

Uma em cada quatro equipes de campo de empresas em todo o mundo já utilizam um tablet PC.

Os dados foram revelados por estudo conduzido pela fornecedora de serviços de mobilidade para empresas iPass.

Segundo a pesquisa, a maioria das corporações usa o iPad, da Apple, como ferramenta de apoio ao trabalho. Além disso, cada empregado leva consigo, em média, dois aparelhos móveis, entre notebooks, smartphones e tablets.

Impostos: governo brasileiro desengana Apple

O clamor por tablets mais baratos no Brasil  – que inclui no coro a própria Presidente da República – chegou aos ouvidos da Apple. Só não soou como a empresa gostaria.

Segundo o site Convergência Digital, a vice-presidente da companhia, Catherine Noveli, esteve em Brasília nessa semana reunida com os ministros de Desenvolvimento e Comunicações.

O motivo dos encontros: saber mais sobre a prática da baixa de preços.