Tamanho da fonte: -A+A

A RIM anunciou nesta semana que abrirá seus servidores corporativos para smartphones da Apple e com o sistema operacional Android.

Outrora líder do segmento corporativo, a canadense fabricante do Blackberry se viu com poucas opções a não ser oferecer o gerenciamento de comunicações enviadas por aparelhos da concorrência.

A decisão foi anunciada esta semana durante o evento BlackBerry World 2011, na Flórida.

Segundo analistas ouvidos pela agência Reuters, a intenção é impedir seus grandes clientes corporativos de olhar para outras empresas gerenciadoras de comunicações móveis. A decisão também protegeria as margens da RIM no setor de gerenciamento de aparelhos.

O problema, agora, é o valor que a RIM cobrará pelo produto.

Para o analista Pierre Ferragu, da Sanford Bernstein, o gerenciamento de um iPhone, por exemplo, limitaria integração com a infraestrutura da RIM.

O setor de gerenciamento de aparelhos valia US$ 150 milhões no ano passado e pode crescer até 20% nos próximos três anos, segundo a empresa de pesquisas Gartner.