A regulamentação da web no Brasil é “burra”. É a conclusão do gaúcho Cesar Paz, presidente da Associação Brasileira das Agências Digitais (Abradi), lançada nesta terça-feira, 31.

“Daremos atenção à regulamentação do setor no país, que hoje é muito burra em termos de utilização da Internet”, declarou Paz.

Além disso, o presidente garante que a entidade - que já conta com 40 associadas - atuará na representatividade das agências, profissionais, fornecedores e usuários do segmento de comunicação digital no desenvolvimento, consolidação, aculturamento e profissionalização do mercado.

Estreitar o contato com governos, para fomentar a participação das empresas deste meio em processos licitatórios, será outo objetivo da instituição.

Segundo dados da Abradi, o Brasil é hoje o sexto maior mercado de Internet do mundo, com 50 milhões de usuários e perspectiva de movimentar R$ 10 bilhões nesta área em 2009. Só em acesso de banda larga, o país cresceu 46% no ano passado, atingindo um recorde também em participação em redes sociais: atualmente, 30 milhões de brasileiros se comunicam via MSN, enquanto mais de dez milhões utilizam blogs e cerca de 11,5 milhões são assíduos visitadores do YouTube.   

A Abradi congrega, por enquanto, oito entidades regionais: Apadi (SP), Adba (BA), Agadi (RS), Acadi (SC), Amadi (MG), Apradi (PR), Aeti (PE) e Abradi-RJ.

Com a criação da associação nacional, é possível que as divisões passem a adotar uma nomenclatura padrão, utilizando apenas a sigla do estado ao lado para identificar a área de atuação, como já ocorre com o Rio de Janeiro. “Mas isso ainda está em discussão. Se as regionais decidirem que assim será melhor em relação à unidade, então assim será feito”, destaca Anderson Andrade, tesoureiro da associação nacional.

Já segundo o vice-presidente da entidade recém criada, Antony Martins, outro desafio da organização será suprir a carência que o segmento de comunicação digital possui hoje em relação a dados de mercado. “Vamos coletar, tabular e oferecer dados do setor, tanto no que se refere à atuação das agências digitais, quanto na forma de investimento das empresas em comunicação e projetos digitais", finalizou ele.

Associados e colaboradores
Podem se associar à Abradi agências digitais com atuação nacional que tenham entre suas atividades o desenvolvimento de projetos digitais, em especial de comunicação em ambiente Internet.

Também é permitida a associação de empresas colaboradoras, ou seja, que não são agências digitais, mas têm interesse em participar da discussão e elaboração de propostas para o setor, principalmente nos campos da profissionalização e aculturamento do mercado. Hoje, já se associaram, nesta categoria, Locaweb, Predicta, UOL Host, Virid e Vignette.

Gestão
Confira a composição completa de cargos da Abradi:
Presidente -    Cesar Paz (Agadi)
Vice-Presidente - Antony Martins (Apadi)
Tesoureiro - Anderson de Andrade (Acadi)
Diretores:
André Saliba Nazar (Bolt-MG)
Sérgio Carvalho (Abradi-RJ)
Klaus Hachenburg (Aeti)
Paulo Henrique Ferreira (Apradi)
Allessandro Canella (ADBA)
Saulo Medeiros (Amadi)
Marcelo Tripoli Morais (iThink-SP)
Matias Feldman (Workroom-RS)