Elemar Junior. Foto: Andrieli da Silva Lopes

O gerente de P&D da gaúcha Promob Software Solutions, Elemar Rodrigues Severo Junior, acaba de receber da Microsoft o prêmio Most Valuable Professionals Award (MVP).

A premiação é concedida a parceiros da multi norte-americana pela avaliação de conhecimentos técnicos.

“Os MVPs formam comunidades virtuais para discutir novas tecnologias e proporcionar capacitação a usuários de produtos da Microsoft, tornando-se também mais um canal de comunicação entre a companhia e seus clientes”, explica Severo Júnior.  

A rede de MVPs da companhia soma, hoje, comunidades em mais de 30 idiomas, em cerca de 90 países, discutindo um universo de aproximadamente 90 tecnologias.

Os profissionais listados nesta categoria têm acesso antecipado a novidades da Microsoft, por meio de uma série de programas de ensino focados também em tecnologias do mercado de software e hardware em geral.

O prêmio MVP existe desde 1992, contando com quatro edições anuais.

No programa, a Microsoft já premiou cerca de cinco mil pessoas, de um universo que, segundo a companhia, soma em torno de 100 milhões de profissionais aptos a serem agraciados.

Com faturamento em torno de R$ 25 milhões em 2011, e previsão de chegar aos R$ 40 milhões este ano, a Promob tem sede em Caxias do Sul e filiais em Florianópolis, Belo Horizonte, Curitiba, São Paulo, México e Buenos Aires.

A estrutura soma, ainda, um escritório nos EUA, parceiros na Espanha e Portugal e projetos pontuais em diversos países, fazendo com que suas soluções para ambientação virtual estejam presentes em mais de 30 mercados.

Além disso, há pouco a companhia instalou um agente autorizado em Campo Grande e pretende abrir, ainda no primeiro semestre deste ano, uma nova filial, em Salvador.

Somando cerca de 60 mil licenças de software distribuídas em todos os mercados onde atua, a Promob resulta da fusão entre a Procad e a MCM, de Bento Gonçalves.

As empresas anunciaram a integração em dezembro de 2011, com a criação também da holding MBR Participações, controladora da marca Promob Software Solutions.

A negociação entre as partes não envolveu transação financeira e teve consultoria do Programa Softex de Alianças Empresariais (PAEMP), sob coordenação da Steffen&Pozzi.