O Ceitec, fábrica de chips do governo federal instalada em Porto Alegre, adquiriu R$ 613 mil em software e serviços para implementação de um ERP da Totvs por meio de pregão eletrônico realizado nesta terça-feira, 30.

O sistema será usado na área de compras, estoque, imobilizado e contabilidade.

O custo das licenças será de R$ 100 mil, o dos serviços de implementação e treinamento, R$ 375 mil, as atualizações por 12 meses, R$ 36 mil e o fornecimento de suporte técnico em níveis 1 e 2 por 12 meses, R$ 102 mil.

O contrato estabelece um prazo mínimo de atendimento de 48 horas.

Procurada pela reportagem do Baguete Diário, a Totvs informou que fará uma demonstração do produto para comprovação das funcionalidades em Porto Alegre na sexta-feira, 03.

Com a aprovação, será aberto um prazo de cinco dias para recursos, ao final dos quais a empresa pode vir a ser declarada vencedora.

No ano passado, o Ceitec chegou a adquirir licenças do ERP SAP e do software de controle fiscal Mastersaf. De acordo com fontes do mercado gaúcho, o centro fez até cotações de projetos de consultoria para implementação.

O Baguete Diário entrou em contato com o Ceitec para averiguar o destino dessas aquisições com uma eventual implantação do ERP da Totvs, mas não teve retorno até o fechamento dessa reportagem.

A adoção de um software de gestão é mais um passo na modernização da gestão do Ceitec, que já recebeu investimentos de R$ 400 milhões do governo federal.

Durante participação em um evento na Fiergs a pouco mais de uma semana, o presidente do Ceitec, Cylon Gonçalves da Silva, prometeu licitar até o final do ano uma consultoria para fazer um levantamento de mudanças necessárias no estatuto, regimes internos, plano de cargos e salários, além do regulamento de compras e contratos e normas administrativas.

De acordo com Silva, o Ceitec precisa mudar para ser mais “ágil”. O “reprojeto da cabeça aos pés” proposto pelo físico deve durar um ano.