Vitapelli digitaliza documentos com IBM

26/04/2011 15:17

A Vitapelli, produtora de artigos de couro com sede em Presidente Prudente que, segundo dados próprios, detém o título de maior curtume do mundo em uma única planta, adotou o software IBM DB2 Content Manager para agilizar a captura de documentos.

Com a ferramenta, implementada pela ViaFlow, a empresa migrou seus dados em papel para o meio eletrônico, com validade jurídica.

Tamanho da fonte: -A+A

A Vitapelli, produtora de artigos de couro com sede em Presidente Prudente que, segundo dados próprios, detém o título de maior curtume do mundo em uma única planta, adotou o software IBM DB2 Content Manager para agilizar a captura de documentos.

Com a ferramenta, implementada pela ViaFlow, a empresa migrou seus dados em papel para o meio eletrônico, com validade jurídica.

“Hoje, os documentos são digitalizados, registrados, armazenados eletronicamente e possibilitam que os usuários façam busca no sistema em qualquer lugar do mundo, através de acesso à internet e de palavras-chave previamente definidas”, destaca Ricardo Bagli, supervisor de Tecnologia da Vitapelli.

Antes, segundo ele, a empresa mobilizava cerca de 10 funcionários para capturar tudo que era pedido da fiscalização.

Agora, com o armazenamento centralizado, os documentos são agrupados automaticamente.

“Por exemplo, podemos digitar um CNPJ e localizar todas as referências de uma única vez, em segundos”, afirma o supervisor de TI. “O projeto se pagou nos primeiros meses após a implantação”, comemora.

Mensalmente, cerca de 20 mil páginas são importadas para o sistema IBM, com backup de tudo.

A ferramenta atende à área de Segurança da Informação e Compliance da empresa e está disponível para todos os processos da companhia.

“O projeto já proporcionou uma redução do custo de logística de envio e recebimento desse material, cópias autenticadas, fotocópias e papel impresso”, explica Bagli.

O software da IBM consiste em um sistema de gerenciamento eletrônico de documentos e, junto com os serviços da ViaFlow e da ImageOne, especializada em digitalização registrada, foi a solução para os problemas da companhia.

Outro benefício é o controle de acesso aos arquivos por perfil de usuário, finaliza Bagli.

Veja também

IBM patrocina digitalização do Museu Imperial
Com o apoio da IBM, o Museu Imperial de Petrópolis, localizado no estado do Rio de Janeiro, lança um projeto de digitalização de seu acervo.

Através do sistema, os interessados na história do período imperial brasileiro poderão acessar o acervo através da internet. A previsão é digitalizar todo o acervo em até 10 anos.
IBM: olho grande no RS

A IBM segue de olho no Rio Grande do Sul, onde atua há cerca de 70 anos.

Além da nova sede, que será inaugurada na próxima quinta-feira, 14, no bairro Praia de Belas, em Porto Alegre, a empresa segue com os planos de expandir sua atuação para novas cidades do interior gaúcho.

Hoje, a Big Blue está presente em Passo Fundo e Caxias do Sul, além da capital. Pelotas, no Sul do estado, também está nos planos para 2011, e mais virá por aí.

Rede Imagem: Serra, Inter... é tudo digital!

Não seria exagero dizer que, se depender da porto-alegrense Rede Imagem, caminha para o fim a era da papelada nas administrações de algumas das principais cidades da Serra Gaúcha.

Explica-se: em Caxias do Sul, a companhia digitalizou cerca de 400 mil documentos para a Câmara de Vereadores, em um projeto que, ao todo, somará um milhão de imagens.

IBM tem novo gerente na AL

A IBM anuncia a nomeação de Elly Keinan como seu novo gerente geral da América Latina.

No cargo, o executivo será responsável por liderar a estratégia de expansão da companhia, além de coordenar o desenvolvimento de recursos humanos nos 20 países que compõem a IBM América Latina - desde o México até a Argentina.

Keinan substitui Rogerio Oliveira, que liderou as operações da IBM na região durante os últimos quatro anos.

Unimed Goiânia troca infra HP por IBM

A Unimed Goiânia acaba de substituir sua estrutura HP por servidores IBM BladeCenter Power, Storage V7000, e IBM Software de backup TSM.

O projeto, contratado por meio da Plansati, parceira da IBM em Goiânia, também inclui serviços de manutenção e suporte técnico.

Com a nova infraestrutura, a meta da cooperativa médica é reduzir gastos com energia elétrica e licenças de software.
Simplificar a gestão da informação é outro objetivo do projeto.

Brastorage quer R$ 8 mi em IBM no RS

A Brastorage, empresa paulista especializada em soluções e serviços de infraestrutura de TI, quer fomentar seus negócios no Rio Grande do Sul, onde tem unidade desde fevereiro de 2010, ano em que a regional respondeu por 30% do faturamento da companhia.

Este ano, a meta é obter crescimento de 50% nos negócios da filial, ampliando a carteira de clientes dos atuais 20 para 50.