A Kroton Educacional, organização educacional que atua em educação básica e superior por meio das marcas Pitágoras, Iuni, Fama, Suesc, Unic e Unime, mantendo 37 unidades de graduação e pós-graduação em dez estados, adotou o software Go-Global, distribuído no Brasil pela Centric System.

A solução é utilizada para centralização da base de dados e eliminação de problemas com as impressões nas estações de atendimento aos alunos da instituição, criando uma conexão fixa integrada que suporta a demanda de rematrículas.  

Com a plataforma, a Kroton aumentou em 30% a performance  de desempenho de servidores e teve redução de 40% no consumo de banda, além de melhorar serviços e diminuir custos operacionais, segundo Eduardo Garcia, gerente de Operações em TI da instituição.

O GO-Global, desenvolvido pela norte-americana Graphon, permite a virtualização de aplicações cliente-servidor (ERP, CRM, entre outros), além de sistemas como MS Office, Acrobat etc.

Com isso, permite aos usuários acessar as soluções a partir de ambientes locais ou remotos, usando, para isso, apenas tráfego de tela entre cliente e servidor.

Multiplataforma, o sistema trabalha de maneira integrada com Windows, Linux, Unix e MacOSX.

“O objetivo principal foi acabar com as falhas que o nosso sistema anterior de rematrícula apresentava. Os testes feitos com o GO-Global demonstraram melhor desempenho e eliminação de problemas críticos, especialmente com impressão nas estações de atendimento aos alunos”, ressalta Garcia.

Conforme o gerente, além de distribuir e implementar o sistema, a Centric também presta suporte local a Kroton.

Força na educação

Outro cliente do setor educacional para a solução da Graphon é a Aper - Associação Assistencial, Promocional e Educacional Ressurreição, que aplicou a solução, também em projeto assinado pela Centric, para centralizar e integrar seus sistemas de dados.

Com isso, a rede educacional estabeleceu convergência das atividades entre a mantenedora e os colégios congregados nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Goiás.

Além disso, indiretamente, a solução também atende a processos de outras 23 unidades sociais da organização, espalhadas entre São Paulo e Minas Gerais.

“A APER é uma empresa do ramo de colégios filantrópicos, com isso optamos por centralizar todas as atividades em um CNPJ, o da mantenedora", explica Daniel Pirola, gerente administrativo da APER. "Precisávamos de uma ferramenta que proporcionasse a convergência total do sistema de controle e vimos no GO-Global a plataforma ideal", complementa.