Prefeitura de Maringá implanta geotecnologia para modernizar gestão pública
 
A Prefeitura de Maringá iniciou a implantação de soluções de geotecnologia da Imagem para as secretarias da Fazenda, Planejamento, Saúde e Educação.

O projeto compreende um contrato de três anos do programa Enterprise Lincense Agreement (ELA), que possibilita a utilização de sistemas da Esri, empresa americana de softwares para GIS representada pela Imagem no país.

“Baseado em um sistema de assinatura anual, o programa permite acesso ilimitado às ferramentas de geoprocessamento, sem restrição de quantidade ou tipo de usuários”, explica Juliana Pandeló, gerente de Contas da Imagem.

Conforme a executiva, o ELA permite integrar soluções de geoprocessamento à sistemas de gestão.

Os dados podem ser aplicados em diversos setores, como cadastro imobiliário, gestão de redes de saneamento, segurança (prevenção de criminalidade) e saúde (combate a epidemias), entre outras.

“Fornecemos o programa com exclusividade no Brasil e, na assinatura, a prefeitura recebe, além dos softwares, treinamentos e serviços de consultoria no local”, destaca ela. “Também é possível expandir a utilização do GIS em todos os setores da organização cliente, sem adição de custos para aquisição de novas licenças”, completa Dorival Arthur Jr, líder de Marketing da unidade Esri da Imagem.

Com 25% de participação no mercado nacional de GIS, segundo dados próprios, e com faturamento de R$ 74 milhões em 2010, a Imagem também atua na área de mapas territoriais de múltiplas escalas e temas, entre outras.

As soluções entregues pela companhia são utilizadas por empresas públicas e privadas de segmentos como gestão municipal, meio ambiente, mineração, óleo e gás, agronegócio, transportes, telecomunicações, segurança pública e defesa.

A companhia tem sede em São José dos Campos, além de atuar via parceiros e escritórios regionais em todo o país.