A Escala Informática, paulista especializada em tecnologia para suporte a negócios, vai encerrar o exercício de 2010 com  120 projetos de BPM e SOA implementados, em um período de três anos, para corporações médias e grandes de todo o país.

De acordo com José Carlos Jerônimo Pires, presidente da Escala, este desempenho corresponde a algo em torno de 10% dos cerca de 1,1 mil projetos realizados nestas áreas nos últimos três anos pelas 1 mil maiores empresas do país.

“Só no exercício atual, entregaremos ou iniciaremos 40 projetos, representando um crescimento da ordem de  42% em volume, na comparação com igual período do ano passado”, afirma o executivo.


Ainda conforme Pires, as receitas totais da companhia devem crescer acima de 100% este ano. Além disso, até outubro próximo a meta é incorporar um “importante player nacional do segmento de BI”, informa o presidente.

A Escala intensificou sua atuação em BPM e SOA a partir de 2008, quando adquiriu o controle da IntVision Solutions. Hoje, conta com uma equipe de cerca de 100 especialistas nas diversas disciplinas estratégicas de TI, mantendo parceria com empresas como IBM, Progress Software, Oracle e Red Hat.

A companhia atua em todas as fases dos projetos - do desenvolvimento e montagem de infraestrutura de dados, passando pela integração de processos, construção de web-services, até o  controle de conteúdos utilizados como base para os ambientes SOA e as aplicações de BPM.

A Escala também atua em áreas complementares como a de virtualização, em parceria com a Red Hat; e segurança, em cooperação com a Trend Micro e a Fortinet.

Fundada em 1989, hoje a companhia atende a uma carteira de clientes que abrange cerca de 200 ativos, entre corporações de médio e grande porte em diversos segmentos, como financeiro, governo, manufatura, varejo, educação e serviços públicos (utilities).