A Infraero iniciou a implantação do sistema de certificação digital em sua rede.

Com investimento de R$ 1,4 milhão, o projeto visa a ampliar a segurança no registro e tramitação de documentos por meio eletrônico. A expectativa da Infraero é aperfeiçoar o trâmite de informações em suas dependências.

“Os empregados poderão, por exemplo, assinar digitalmente documentos formais da empresa sem precisar imprimir”, explica o superintendente de Tecnologia da Informação, Flávio Rodrigues.

Também contarão com autenticação segura nas aplicações web, transações com sistemas do governo, assinatura de e-mail e petições eletrônicas

Segundo a Infraero, a ação começou a ser desenvolvida no final do ano passado e envolvem os empregados que desempenham funções de confiança na empresa ou que necessitem de assinaturas digitais para realização de transações eletrônicas.

A previsão é de que a emissão dos certificados digitais para toda a Rede Infraero, que envolve a Sede e 67 aeroportos, seja finalizada em agosto de 2011.

O serviço começou a ser utilizado nos Aeroportos Internacionais de Foz do Iguaçu/Cataratas (PR), Recife/Guararapes (PE), João Pessoa/Presidente Castro Pinto (PB) e Brasília/Presidente Juscelino Kubitschek (DF).

Agora, os analistas trabalham na validação dos certificados dos aeroportos de Ilhéus/Jorge Amado (BA) e Teresina/Senador Petrônio Portella (PI).

Como funciona
A ferramenta de controle de segurança permite a realização segura de transações eletrônicas, como assinatura de contratos, e-mail, documentos do Sistema de Gestão de Documentos da Infraero (SGDI), operações bancárias, comércio eletrônico, entre outros serviços.

Um certificado contém o nome do remetente, sua chave pública, um número de série, data de validade, além da assinatura digital da Autoridade Certificadora, de forma que o destinatário possa verificar a veracidade do certificado.

Os certificados adotados pela Infraero possuem validade jurídica, uma vez que integram a Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira (ICP-Brasil).