Juliano Primavesi. Foto: Divulgação

A porto-alegrense KingHost investiu R$ 1 milhão para a criação de uma nova plataforma de hospedagem de sites em São Paulo.

Para segurança física dos equipamentos e provimento de backbone da plataforma de Cloud implantada, foi escolhida a Global Crossing (atual Level3), localizada em Cotia, São Paulo. 

O local conta com redundância focada na prevenção de eventualidades, com  links subterrâneos em fibra ótica e clear channel ligados em anel, que fazem a ligação entre o escritório administrativo.
 
A estrutura, além de possuir independência de acessos por mais de uma operadora, possibilita fazer a conexão com o restante do Brasil utilizando os protocolos OSPF e BGP.
 
A operação foi estruturada de forma que seja controlada remotamente pela equipe gerencial da KingHost e conta com acesso em IPv6 nativo já habilitado em todos os servidores.
 
“Esse é um momento importante para a empresa que está se expandido não só em número de clientes, mas de forma geográfica”, diz Juliano Primavesi, diretor da KingHost.
 
Segundo Primavesi, o escritório administrativo permanecerá em Porto Alegre bem como os IDCs já ativos. O novo data center será utilizado pra agilizar as operações, que têm a meta de chegar a 75 mil contas ativas até o final de 2012 – hoje são 50 mil.
 
Ainda nesse ano, a empresa espera aumentar em 25% a atual equipe de 83 colaboradores e firmar parcerias para capacitação do time, como a recém-criada com a Sisnema.
 
Hoje, a Kinghost tem mais de 200 mil domínios hospedados em datacenters no Brasil.
 
A empresa não revela números de faturamento, mas afirma que aumentou 52% no ano passado, totalizando 182 mil domínios hospedados em dezembro de 2011.
 
Para este ano, a meta é crescer 62%, além de abrir duas novas operações de data Center: uma em Curitiba, ainda no primeiro trimestre, e outra em Belo Horizonte, no segundo semestre.