Tamanho da fonte: -A+A

A Quero-Quero, maior rede varejista do interior do Rio Grande do Sul, acaba de adquirir os serviços de digitalização de documentos da Acesso Digital.
 
Com a tecnologia, implementada nas 174 lojas da rede, o objetivo é garantir segurança nas ações de concessão de crédito para clientes dos cartões Private Label VerdeCard.
 
"Nosso modelo de negócio requer atualizações periódicas em todos os cadastros de clientes, produtos e fornecedores, o que exige tempo e análise de muitos documentos”, explica Celso J. Peres Júnior, gerente geral de Operações do Cartão Quero-Quero. “Especificamente na área de crédito, a digitalização é uma solução simples e eficaz para agilizar o processo, o que é de grande importância para o consumidor, além de aumentar nossa segurança", complementa.

A implantação da Acesso Digital na Quero-Quero começou em novembro do ano passado, em projeto piloto. Até o início deste ano, 54 lojas já contavam com o sistema. O trabalho em toda rede foi concluído no final de fevereiro.

"Iniciamos o processo no período do ano de maior movimento para o comércio e conseguimos, em apenas dois meses, observar diversos ganhos”, comemora Peres Júnior.

Segundo o gerente, os resultados animaram a rede varejista a ampliar o uso da solução, que agora será implementada também nos demais procedimentos internos das lojas, como tráfego de notas fiscais e gerenciamento de despesas.

"Antigamente, fazíamos a análise fiscal na loja, enviando depois, via correio ou malote, à matriz, com posterior retorno à loja”, explica ele. “Esse processo levava de cinco a 10 dias. Com o novo sistema, os documentos são enviados em arquivos digitalizados e no máximo em dois dias concluímos a análise", enfatiza.
 
Contratada na forma de serviço, a solução da Acesso Digital inclui toda a parte de software, scanners, webcam e datacenter.

O serviço também pode ser adaptado aos equipamentos já disponíveis nos clientes, como é o caso da Quero-Quero, que possuía multifuncionais para a função de scanner.
 
"Neste caso, a implementação é ainda mais simples, pois a empresa acessa nossa ferramenta via Internet e capta imagens com as máquinas já disponíveis na loja”, explica Diego Torres Martins, presidente da Acesso Digital. “Os documentos digitalizados ficam disponíveis, em tempo real, em nosso portal. Ou seja: não há necessidade de instalação de um novo software em todos os computadores da empresa", completa.
 
Fundada em 1967, a Quero-Quero atua no segmento de varejo de eletrodomésticos, móveis e material de construção. O cartão private label da rede é aceito em mais de 25 mil estabelecimentos comerciais no interior do Rio Grande do Sul.
 
Já a Acesso Digital tem sede em São Paulo, unidade em Porto Alegre e representantes em Florianópolis e Campinas.

A carteira agrega clientes do segmento de private label, concessão de crédito ao consumidor, concessionárias, contabilidade, recursos humanos, marketing promocional, entre outros, trazendo nomes como Paquetá, OMNI Financeira, DM Card e Tent Beach.

A ferramenta de gerenciamento eletrônico da empresa soma, hoje, 50 mil usuários ativos e mais de 500 milhões de documentos gerenciados, com uma média de 400 mil consultas mensais aos arquivos.

A companhia, que encerrou 2009 com aumento de 170% no faturamento e 430 clientes conquistados, pretende ser a empresa que mais cresce no Brasil e estar entre as 10 melhores para se trabalhar até 2012.

Leia mais no Baguete
Quando conquistou o contrato com a Quero-Quero, no fim de 2009, a Acesso Digital fazia planos ambiciosos para o Rio Grande do Sul.

Na época, a companhia pretendia tornar o estado seu segundo maior mercado no país em faturamento, posição atualmente ocupada pela região Nordeste, atrás apenas de São Paulo.

A meta, que parece estar no caminho certo para se concretizar, foi matéria no Baguete, que pode ser conferida na íntegra pelo link relacionado abaixo.