Tamanho da fonte: -A+A

Os desenvolvedores de software estão criando mais aplicações para o Windows 7, no embalo da popularidade das tecnologias multitouch do sistema operacional.

Pelo menos é o que aponta uma pesquisa recente realizada pela Embarcadero Technologies com 606 pessoas entre desenvolvedores, arquitetos e analistas de sistemas.

Mais da metade dos desenvolvedores de software pesquisados (54%) afirmaram que estão desenvolvendo aplicações para o Windows 7 e outros 25% disseram que pretendem começar a desenvolver aplicações Windows 7 no próximo ano.

Dos que estão programando para o Windows 7, a maioria disse que começou nos últimos seis meses a um ano. Em contrapartida, apenas 10% afirmaram não ter planos para gerar aplicações para o Windows 7.

Quando questionados sobre quais recursos do Windows 7 os programadores gostariam de integrar a suas aplicações, quase 40% responderam que Touch, Multi-Touch e Gesture, enquanto 27% apontaram os gráficos, animações e Windows Imaging Component e 24% disseram que os controles Ribbon.

Os entrevistados foram mais enfáticos sobre características multimídia como o Windows Live Movie Maker e a TV Internet.

“A popularidade de dispositivos como o iPhone e iPad ajudaram a aceitação de tecnologias baseadas no recurso Touch. Essa popularidade transcende a comunidade de desenvolvedores e eu duvido que veremos essa tecnologia diminuir tão cedo”, disse Michael Rozlog, gerente de Produto das Soluções Delphi para a Embarcadero Technologies.

Outro dado que não surpreendeu foi que 34% dos entrevistados indicaram que o maior desafio de desenvolver aplicações para o Windows 7 é ser capaz de dar suporte a usuários em versões antigas do Windows.

O suporte para o Windows XP termina em abril de 2014 e muitos analistas estão incentivando as empresas e os consumidores a migrarem para o Windows 7 até o final de 2012, embora a solicitação tenha sido recebida com algumas reticências.

Mais um ponto ressaltado foi em relação ao maior desafio - mais de 15% dos participantes disseram que estão esperando mais organizações adotarem o Windows 7 para torná-lo viável.

O foco dos desenvolvedores será inicialmente aplicações para desktop, depois aplicações de banco de dados e utilitários/ferramentas.

Apenas 3% dos entrevistados citaram a estabilidade do Windows 7 e desempenho como um desafio para o desenvolvimento.