Microsoft parte pra cima do OpenOffice.org

A Microsoft publicou um comercial no YouTube atacando o OpenOffice.org, alternativa open source ao pacote Office.

O comercial, intitulado A Few Perspectives on OpenOffice.org (Algumas Perspectivas sobre o OpenOffice.org), exibe uma série de depoimentos de consumidores que tentaram migrar para a solução de código aberto mas se arrependeram.

Suposta queda de desempenho, falhas de compatibilidade e alto custo de suporte e manutenção são os motivos apontados pelos usuários – especialmente do mercado corporativo. Confira o vídeo abaixo.

Segundo a própria Microsoft, o MS Office é o líder no setor. Neste ano, a empresa iniciou a comercialização do Office 2010.

Enquanto isso, o OpenOffice.org sofre com a venda da Sun à Oracle. Em setembro, um grupo de 23 desenvolvedores da comunidade open source anunciou o abandono da marca por um novo rótulo, LibreOffice, que já disponibiliza uma versão beta própria, com base no OpenOffice 3.3.

Além de alternativas abertas, são consideradas concorrentes da MS as soluções baseadas na nuvem, como o Google Docs. A própria companhia de Redmond, para não perder espaço, lançou a sua versão do Office para a internet, totalmente gratuita.