O IBGE a solução Ultimus Adaptive BPM Suite, desenvolvida pela fornecedora global Ultimus para apoiar a modelagem de seus processos de trabalho.

Entre os processos que passaram a ser gerenciados pela ferramenta está o trâmite de expansão da infraestrutura para a realização do Censo 2010.

Para atender aos 5.565 mil municípios, o IBGE passou de 530 agências para 7 mil postos de coleta, contando este ano com pelo menos uma base em cada cidade para suportar os 192 mil recenseadores.

Segundo o diretor executivo do IBGE, Sérgio Côrtes, a expansão foi possível porque  a tecnologia permitiu que todo o processo de locação dos postos fosse realizado de forma automatizada.

Antes, o envio de documentos em papel para alugar os locais que serviriam de base para a realização das pesquisas, principalmente em locais mais afastados, como no interior do Amazonas, demandava de 45 a 60 dias.

“Hoje, com o uso da solução de BPM, conseguimos otimizar o processo para cinco dias, agilidade que nos permitiu aumentar em 14 vezes o número de postos”, comenta Côrtes.

Demandas internas também utilizam a ferramenta, como rotinas administrativas diárias, que são realizadas por seus 7,2 mil funcionários ativos, e para apoiar os trâmites burocráticos dos seus mais de 3 mil aposentados.

“Hoje temos seis processos que já estão automatizados a partir da aplicação da tecnologia de BPM da Ultimus. Em 2011, prevemos que esse número se eleve para 30”, explica Côrtes.

O processo, realizado todos os meses, levava cerca de 20 a 25 dias para ser concluído. Com o apoio da ferramenta de BPM, as renovações são realizadas em apenas 2 dias.

Com filial no Brasil, a Ultimus teve faturamento global de US$ 94 milhões no ano passado.