O Office 365, da Microsoft, roda no próprio Brasil.

Um centro de dados em solo brasileiro trará a versão para internet do pacote de programas de computador que contem ferramentas como Word e Excel.

Segundo o Valor Econômico, Kirk Koenigsbauer, vice-presidente da divisão Office da Microsoft, aponta o Brasil como um dos países com maior adoção das ofertas da companhia na nuvem.

Desde que foi lançado no país, em junho de 2010, o BPOS atingiu a marca de 150 mil usuários.

O país ficou atrás apenas dos Estados Unidos no ritmo de adoção do sistema. Com a chegada do Office 365, o BPOS deixa de existir e todos os clientes serão migrados para o novo produto.

Os preços do serviço, por usuário, começam em US$ 6 para empresas de pequeno e médio portes e em US$ 2 para grandes grupos.

“Não temos infraestrutura em todos os países onde atuamos. A abordagem é mais regional. Mas pelo crescimento do país, decidimos que o investimento era necessário para garantir a qualidade do serviço", disse o executivo em entrevista ao Valor.

Não foram revelados o valor, a estrutura ou a localização do centro de dados. A intenção é garantir a segurança dos dados que trafegam pela infraestrutura.

Leia a matéria completa do Valor (para assinantes) nos links relacionados abaixo.