Tamanho da fonte: -A+A

A Riverbed Technology apresenta três novos modelos de gateway de armazenagem em nuvem, da linha Riverbed Whitewater.

Os novos equipamentos oferecem recursos de cloud e proteção de dados também para pequenas e médias empresas, nos modelos 510 e 710, principalmente.

Já o modelo 2010 da Whitewater foi desenhado para empresas médias e casos específicos de grandes corporações.
 
Além dos mecanismos do gateway de armazenagem em nuvem baseados em hardware, a Riverbed também oferece uma versão virtual das soluções para proteção de dados.
 
“As pequenas e médias empresas podem acrescentar capacidades de proteção não locais a seus ambientes de TI e somente pagar pela armazenagem conforme a necessidade, sem investir ou gerenciar um centro de dados secundário”, explica Bob Laliberte, analista sênior do Enterprise Strategy Group.
 
Os novos gateways Whitewater fornecem acesso aos principais provedores públicos de armazenagem em nuvem, com desempenho local e através de conexão direta com ferramentas de backup populares.

Além disso, os lançamentos deduplicam, comprimem e criptografam conjuntos de dados de backup antes de armazená-los no cache local e acelerá-los na rede e na nuvem.

Isso livra as empresas do trabalho de fazer backup em fita, gerenciamento de infraestrutura das fitas, sem necessidade de interrupção de suas operações.

Assim, em caso de desastre, a cópia segura na nuvem poderá ser restaurada para qualquer lugar, sem a necessidade de comprar e fazer a manutenção de hardware dispendioso em locais remotos.

Ainda conforme comunicado divulgado pela Riverbed, as novidades reduzem os custos de backup em até 30 vezes, devido à deduplicação de rede e armazenagem inline.

“Os gateways de armazenagem em nuvem Whitewater cortam os custos de proteção de dados, reduzindo, de 10 a 30 vezes, em média, a quantidade de armazenagem necessária para carregamento de trabalho de backup na nuvem pública”, destaca o material.

Os novos gateways Whitewater já estão disponíveis no mercado.