Tamanho da fonte: -A+A

A Mundo Verde, rede de produtos naturais que é a maior franquia do setor na América Latina, segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), adotou o ERP da joinvilense Microvix em suas 185 lojas, além do BI da mesma fornecedora para sua franqueadora.

A implantação, que está em andamento e tem previsão de conclusão para setembro deste ano, vai atender às unidades da Mundo Verde no país e uma operação em Portugal – o que, só no ERP, soma cerca 1 mil usuários online.

“Nossas lojas recebem, diariamente, mais de 150 mil clientes em busca de pelo menos um dos mais de 10 mil itens oferecidos, sendo uma média de quatro a sete mil por loja, distribuídos por mais de 1 mil fornecedores”, detalha o diretor Financeiro da rede, Mafaldo Junior.

Uma estrutura que requer sistemas de gestão avançados e não é de hoje, segundo o executivo.

“Notamos a necessidade de um ERP, por exemplo, ainda em 2009, quando a empresa, que até então era familiar, foi adquirida pelo fundo de private equity Axxon Group. Na época, eram 120 lojas”, conta o diretor.

A venda para o fundo foi o pontapé inicial para uma mudança na gestão da companhia, que passou a buscar profissionalização nesta área, além de embasar também na TI o plano de expansão que traçou, segundo Mafaldo Junior.

“Com o plano visamos possuir, em 2015, 450 pontos de venda em todo o Brasil”, comenta o executivo.

Traçada esta meta, a empresa começou a busca por uma solução de gestão que permitisse atender não só às necessidades administrativas das lojas, mas também às demandas de gerenciamento e integração da franqueadora.

A decisão pela Microvix, segundo o diretor Financeiro, se deu por contemplar esta abrangência.

“Os pontos cruciais na escolha do sistema foram a homologação em todos os estados do Brasil, flexibilidade para customizações necessárias à nossa operação no ponto de venda e um BI, o que possibilita criar relatórios e facilita a análise dos dados gerados por toda a rede”, ressalta Mafaldo Júnior.

Uma escolha que, no que vai de projeto, parece ter agradado: a Mundo Verde já projeta a adoção de novos módulos do sistema da fabricante de Joinville.

“Futuramente, novos módulos e serviços serão agregados à solução de ERP, que será usada como plataforma tecnológica. Por exemplo, SPED, NFE, Gestão de Franquias e BPO”, afirma Hugo Fabiano José Cordeiro, CEO da Microvix.

A Mundo Verde atua na venda de produtos que vão desde alimentos diet, light, integrais, orgânicos, sem glúten, sem lactose e dieta Kosher, até suplementos para atletas, livros, CDs de música clássica, new age e étnica, incensos e cosméticos naturais, entre outros.

A rede não é a primeira a investir nas soluções da Microvix para gerenciar sistemas de franquias.

A Portobello Shop, por exemplo, adotou o Microvix ERP em 104 lojas franqueadas em todo o país, integrando toda a cadeia via Internet, além de disponibilizar aos credenciados um sistema de gestão integrado ao Oracle EBS na fábrica.

Outra que aposta nos softwares da companhia catarinense é a Chilli Beans, marca de óculos que usa as soluções da companhia em mais de 225 lojas do Brasil, além de uma no Panamá.

Outras redes, como Colcci, LezaLez, Akakia, Starpoint e Soulier também apostam nos sistemas da empresa de Joinville, que, ao todo, atende a mais de 65 mil usuários, distribuídos por mais de 5 mil lojas clientes.

Este ano, a meta da companhia é faturar R$ 20 milhões – R$ 6 milhões a mais do que a receita de 2010.

Para isso, o aumento da carteira está no foco.

“Este ano, mais 1,5 mil lojas serão agregadas à nossa base”, garante Cordeiro. “Temos, atualmente, 800 lojas fechadas e em fase de implantação”, finaliza.