Brandili moderniza gestão e produção com Infor

08/09/2011 14:28

A Brandili Têxtil, fabricante de roupas infantis com sede em Apiúna-SC e lojas em São Paulo e Campinas, acaba de adotar o ERP Infor.

O gerente de Canais da Infor no Brasil, Sergio Basílio

Tamanho da fonte: -A+A

A Brandili Têxtil, fabricante de roupas infantis com sede em Apiúna-SC e lojas em São Paulo e Campinas, acaba de adotar o ERP Infor.

Com a solução, a meta da companhia, que produz 15 milhões de peças anualmente, é reduzir lead time (tempo de entrega de pedidos) de cinco semanas para 3,5 semanas, cortar os retrabalhos à metade e elevar o índice de pontualidade a 95% nos próximos meses.

“Queríamos padronizar os principais processos operacionais, com dados e sistemas integrados. Após mais de um ano de avaliações e testes, optamos pelo Infor ERP LN e sistemas especialistas da mesma fabricante”, conta Luiz Felipe Cherem, Gerente Industrial da Brandili.

Os sistemas aliados ao ERP são o EAM, para programação de manutenção, PM para gestão de planejamento estratégico, Sped Fiscal e Contábil, NF-e, e EPAK, ferramenta para atender a requerimentos específicos do ciclo de vida de software.

A escolha, segundo Cherem, se deveu não só à oferta da Infor, mas também à experiência da companhia, que detém 5% do mercado de ERP nacional, segundo dados da FGV referentes a 2010.

O gerente conta, ainda, que os investimentos em TI são parte básica da estratégia da indústria têxtil para atingir a meta de crescimento de 15% estipulada para 2011.

“As soluções da Infor vão nos ajudar a ter mais visibilidade das operações, menor tempo de atravessamento do produto nos processos produtivos e melhores condições de atender aos clientes”, afirma o gerente.

A maior visibilidade se estende a áreas como, por exemplo, o controle de tingimento de tecidos, além da integração com a solução de “cozinha de cores” atualmente utilizada na Brandili.

Controle de lotes e rastreabilidade dos fios, na gestão de qualidade nos materiais produzidos; ficha técnica do tecido e otimização do planejamento e programação das várias fases da produção também são ganhos trazidos pelo ERP, segundo Cherem.

Há 46 anos no mercado, a Brandili também investe em outras áreas para crescer. Expansão física, por exemplo: em agosto passado, a empresa destinou R$ 2 milhões à abertura de três novas lojas em São Paulo.

As unidades, localizadas nos shoppings Aricanduva, Dom Pedro e Interlagos, se somam à loja conceito já instalada no shopping Ibirapuera, que, segundo a gerente de Projetos de Varejo da Brandili, Elizabeth Brandes, cresceu 50% no último ano.

“Somos muito fortes no interior e queremos emplacar presença em grandes centros e capitais”, destaca a gerente. “Inegavelmente, São Paulo é uma vitrine para todo o país, possibilitando apoio estratégico de PDV para os 13 mil lojistas multimarcas no Brasil, que se inspiram na exposição da marca feitos no nosso varejo próprio”, completa.

Além da fábrica em Apiúna, onde também conta com uma loja, a Brandili também mantém unidade fabril em Otacílio Costa-SC.

A companhia, que para atender aos mercados infantil e teen consome, por mês, em torno de 230 toneladas de malha, também mantém presença na Internet, com uma loja virtual e o Blog de Moda Infantil, ambos disponíveis no site listado abaixo.

Contratos como o fechado com a Brandili são também base de crescimento para a Infor: há cerca de dois meses, o gerente de Canais da empresa no Brasil, Sergio Basílio, destacou que a companhia quer reforçar sua marca não como fornecedor de um “grande ERP”, mas de uma linha de 10 produtos que podem funcionar integrados a outras soluções.

Nesta linha, a carteira de clientes já reúne, além da Brandili, o Bradesco, usuário do Infor CRM para gerenciar Marketing e operações de vendas, e a Casas Bahia, que usa o ERP LN e o Infor SCM Warehouse Management.

“Podemos atuar em um nicho entre os grandes fornecedores de ERP, com soluções caras e de longa implementação, e empresas menores com software de nicho”, acredita Basílio.

Para expandir esta estratégia, a aposta da Infor são os canais: a companhia acaba de lançar um novo programa para a área, com foco em aumentar dos atuais 25% para 50% a participação das vendas indiretas em seu faturamento nos próximos três anos.

A nova política de canais é parte de mudanças mais amplas na empresa, que em outubro do ano passado contratou o ex-presidente da Oracle, Charles Philips, como CEO.

Já em abril de 2011, a companhia adquiriu a concorrente americana Lawson, que até então era presente no Brasil apenas por dois canais: a americana Hyland, que tem uma filial em São Paulo, e a paulista Next Generation.

O negócio fortaleceu a empresa, que passou a ter um faturamento combinado de US$ 2,73 bilhões em 2010.

Veja também

Infor põe as fichas no canal

A Infor, dona de 5% do mercado de ERP nacional em 2010 segundo dados da FGV,  quer fortalecer seus canais no país para decolar as vendas neste ano.

O novo programa de canais brasileiro faz parte de uma meta global de aumentar a participação das vendas indiretas dos atuais 25% para 50% em três anos.

Infor tem receita de US$ 510 mi no 1T11

A Infor teve receita de US$ 509,8 milhões entre março e maio de 2011 – último trimestre fiscal da companhia. O resultado 12% maior que a obtida em igual período de 2010.

A empresa obteve faturamento de US$ 130 milhões com vendas de licenças, aumento de 28% na mesma base de comparação.

ERP: Infor compra Lawnson por US$ 2 bi

A Infor comprou  a Lawson por US$ 2 bilhões, por meio de um acordo com o fundo GGC Software Holdings da Golden Gate.

O negócio cria uma gigante da área de ERP com faturamento combinado de US$ 2,73 bilhões em 2010. A SAP, líder de mercado, faturou US$ 5,3 bilhões no mesmo período.

Presente em 33 países e especialmente forte no segmento de saúde, a Lawnson faturou US$ 736 milhões em 2010.

Infor e IBM: software + hardware

Infor e IBM acabam de anunciar uma solução integrada de hardware e software para o segmento de empresas manufatureiras.

Infor vende 17% mais licenças no trimestre

A Infor encerrou o terceiro trimestre do ano fiscal de 2011, iniciado em junho de 2010, com incremento de 17% nas vendas de licenças.

No período, as margens líquidas de caixa da fabricante de software de gestão cresceram 24%, enquanto a carteira de clientes aumentou em 400 nomes.

Sediada nos EUA, a Infor atende a mais de 70 mil clientes em 125 países.

Infor abre centro de excelência na Índia

A Infor, fornecedora de software de gestão para empresas de médio porte, acaba de inaugurar o Centro Infor de Excelência (CoE) em Hyderabad, na Índia.

Com isso, a empresa reforça seus planos de investimento e crescimento nos países do BRIC.

e21 Digital: campanha online para Brandili

A agência gaúcha e21 Digital acaba de criar um novo hotsite para a Brandili voltado ao Fã-Clube das Crianças do Brasil 2, concurso que escolherá a estrela da próxima campanha da marca. No hotsite do concurso estão disponíveis os 25 vídeos finalistas, que serão escolhidos pelos internautas.

Lançado dia 17 de abril, no programa Sábado Animado do SBT, a segunda edição resultou em 2.280 novos fã-clubes e inserção de 454 vídeos.

Marisol: nova cultura de processos com SAP

Mudanças de paradigma em administração, produção e outros setores se anunciam na Marisol, indústria do segmento de vestuário com sede em Jaraguá do Sul, em função da migração para o ERP SAP.

Marisol quer ampliar uso do QlikView
A Marisol Vestuário, que há dois anos utiliza o QlikView, software de Business Intelligence da sueca QlikTech, tem planos de estender o emprego da solução para sua área industrial nos próximos quatro meses.

Hoje utilizado por 195 usuários, o sistema tem possibilitando análises gerenciais que auxiliam no acompanhamento das áreas comercial e financeira da fabricante de roupas.
Hering: potencial para 604 lojas

A Hering, empresa catarinense de Blumenau, apresentou aos investidores um estudo indicando que a empresa tem potencial para a abertura de 604 lojas no Brasil. Entretanto, preferiu não mudar os planos de crescimento e encerrar o ano com apenas 325 estabelecimentos. É o que informa a Exame.com.

Hering: expansão e faturamento de R$ 300 mi

A varejista e têxtil Hering acelerou ainda mais o crescimento que já vem apresentando desde a capitalização em julho de 2007. No segundo trimestre deste ano, a receita bruta consolidada cresceu 46,5% na comparação anual, chegando a quase R$ 307 milhões.

Em relação aos três primeiros meses do ano, o faturamento trouxe alta de 31%.