A Prefeitura de Ubatuba, município litorâneo de São Paulo, em parceria com a Imagem, especializada em Sistemas de Informações Geográficas (GIS), está implantando um projeto de atualização da cartografia da região e cadastro de informações geográficas da cidade.

O projeto inclui a utilização de imagens de satélite em alta resolução de toda a extensão do município e a integração de informações geográficas e sociais a essas imagens.

De acordo com Rafael Ricardi Irineu, assessor de Planejamento e Desenvolvimento Urbano de Ubatuba, até o início do ano a cidade contava com cadastros desunificados, nos quais  as informações digitais eram em bases de imagens em baixa resolução de 2001 e 2003.

“A reformulação técnica teve início em 2005 e culminou no contrato com a Imagem para atualização cadastral em base única em toda a prefeitura, com imagens de alta resolução”, explica o assessor.

Com o novo projeto foi produzida uma base georreferenciada sobre a imagem de satélite em alta resolução de todo o município e, diante dessa base, está sendo criado um banco de dados com o cadastro detalhado da arquitetura da cidade como loteamentos, ruas, quadras e praças.

Após a atualização do cadastro imobiliário a prefeitura iniciará a inclusão de dados sociais no sistema, como população por bairro e classes sociais.

A implantação do projeto, iniciada em março, deve ser finalizada em outubro e, a partir daí, será atualizada pelos funcionários da prefeitura. Além dos mapas em alta resolução foram adquiridos os softwares ArcGIS Server, ArcEditor e ArcPad.

“Essas informações vão nos ajudar a identificar o número de habitantes por região e dados sobre escolaridade, por exemplo. Com isso, teremos mais informações na hora de tomar decisões no planejamento de obras e nos projetos sociais”, comenta Irineu.

Sediada na paulista São José dos Campos, a Imagem conta com 25% de participação no mercado nacional de GIS. Só em 2009 a companhia faturou aproximadamente R$ 55 milhões. Entre seus clientes estão empresas como Citrovita, Eletropaulo, Embrapa, Governo de Goiás, Oi, Prefeitura de Recife e Petrobrás.