A japonesa Rakuten acaba de fechar a compra de 75% da paulista Ikeda, fornecedora de serviços de comércio eletrônico para o varejo.

O valor da transação não foi divulgado.

"Com a Ikeda, player forte e com excelentes relacionamentos com vários varejistas, criamos uma abordagem exclusiva e poderosa para que os varejistas não só tirem proveito do comércio eletrônico no Brasil, mas expandam seu alcance em todo mundo”, destaca Hiroshi Mikitani, fundador, presidente e CEO da empresa de Tókio.

A Ikeda fornece uma plataforma SaaS de e-commerce que permite aos clientes customizarem seus websites.

A oferta da companhia também inclui consultoria para operações online.

Já a carteira de clientes reúne mais de 100 varejistas de grande porte, como Ri Happy, Videolar, Le Postiche, Etna e Brasoftware, entre outros.

Segundo Ricardo Yoiti Ikeda, fundador e CEO da empresa paulista, a companhia foi pioneira no e-commerce brasileiro, desenvolvendo seu primeiro modelo há 15 anos.

Ainda conforme o executivo, a empresa foi também a primeira a trazer o conceito de web 2.0 para o comércio eletrônico.

“Nossa solução, o Ikeda E-commerce, reúne as principais ferramentas para a gestão de marketing e vendas online”, destaca o CEO.

Já para dar uma ideia do mercado brasileiro do segmento, Ikeda cita dados da Forrester Research segundo os quais o país abriga 40% dos usuários de internet da América Latina, sendo a nona maior economia do continente.

“O Brasil deverá aumentar as suas vendas online devido ao crescimento da classe média e do consumo de tecnologia”, destaca o executivo.

De acordo com os dados da Forrester, as previsões apontam para um crescimento do comércio eletrônico no Brasil a uma taxa de 18% ao ano, com vendas em torno de US$ 22 bilhões até 2016, o que representa aumento de 178% em relação aos US$ 7,9 bilhões registrados em 2010.

Apostando neste mercado e nas possibilidades de expansão geradas pela aquisição da Ikeda, a  Rakuten é especializada em serviços de Internet e fornece soluções de e-commerce, viagens, serviços bancários, títulos, cartões de crédito, dinheiro eletrônico, portal e mídia, marketing online e esportes profissionais.

A companhia tem operações em vários países da Ásia, Europa Ocidental e América do Norte e emprega mais de 10 mil funcionários, atualmente.