PC Sistemas: R$ 2,4 mi em centro de RFID

04/10/2011 14:49

Com investimento de R$ 2,4 milhões, a PC Sistemas acaba de inaugurar o Ceilog Ana Patrus, espaço que a empresa garante ser o primeiro laboratório de RFID aberto por iniciativa privada na América Latina.

O novo Centro de Excelência e Inovação em Logística Ana Patrus é uma spin-off nascida da parceria entre o Grupo PC e diversos fornecedores de tecnologias e de equipamentos.

Tamanho da fonte: -A+A

Com investimento de R$ 2,4 milhões, a PC Sistemas acaba de inaugurar o Ceilog Ana Patrus, espaço que a empresa garante ser o primeiro laboratório de RFID aberto por iniciativa privada na América Latina.

O novo Centro de Excelência e Inovação em Logística Ana Patrus é uma spin-off nascida da parceria entre o Grupo PC e diversos fornecedores de tecnologias e de equipamentos.

“Firmamos um grupo de pesquisa para explorar e desenvolver inovação tecnológica aplicando soluções para os processos logísticos da cadeia de fornecimento”, explica o CEO da PC, Wagner Patrus.

O Ceilog fica no complexo tecnológico da PC Sistemas em Goiânia, contando com área total construída de 5,5 mil metros quadrados, onde trabalham 460 colaboradores.

No novo espaço, a meta é desenvolver projetos para atender a demandas de processos logísticos dos segmentos de indústria, atacado distribuidor e varejo.

A proposta é desenvolver soluções embarcadas e tecnologias para as áreas de planejamento, simulação, otimização, sensorização e monitoramento da circulação de mercadorias na cadeia logística.

Segundo Patrus, soluções de RFID serão estrelas do novo espaço, especialmente no que se refere a aplicações para controle de estoque.

“O Brasil ainda enfrenta barreiras para adotar a tecnologia de RFID nos produtos de bens de consumo por causa do alto custo das tags (etiquetas), que variam entre R$ 0,06 e R$ 0,08”, afirma o CEO.

Para solucionar, a meta é criar soluções que maximizem investimentos. Para o atacado, por exemplo, a ideia é facilitar o inventário a partir da implementação da tag no palet, o que, segundo Patrus, vai possibilitar reduzir o inventário de dois dias para quatro horas.

“Mas as inovações do Ceilog vão além de um complexo de tecnologia”, afirma o CEO. “Nosso objetivo é utilizá-lo como um laboratório de desenvolvimento de novas expertises capazes de alavancar o core business da cadeia de abastecimento e apoiar o crescimento sustentável das operações”, finaliza.

A PC Sistemas desenvolve softwares de gestão para o setor atacadista-distribuidor, varejo e indústria, tendo no ERP WinThor o carro-chefe de seu portfólio.

A companhia tem sede em Goiânia, matriz em Belo Horizonte e mais filiais em São Paulo, Rio de Janeiro, Joinville, Porto Alegre, Fortaleza, Recife e Belém.

A carteira de clientes inclui 40% dos 50 maiores atacadistas distribuidores do Brasil, além de 34% das empresas de autosserviço, segundo dados da Associação Brasileira de Atacadista e Distribuidores (ABAD).

Além de atuar no Brasil, a empresa também vende para México, Angola e Portugal.

Veja também

PC Sistemas tem nova filial no Pará

O Grupo PC Sistemas inaugura nessa sexta-feira, 23, a nova unidade de negócios em Belém do Pará.

A nova unidade tem à frente o diretor comercial nacional, Ademar Alves, que recentemente passou a diretor comercial de todos os estados do país.

PC Sistemas e Assiste criam TransBR

A PC Sistemas e a Assiste se uniram para criar uma nova empresa, focada no mercado atacadista e distribuidor, chamada TransBR.

Com a união, o sistema de gerenciamento de frotas LogSist será oferecido em conjunto pelas companhias.

Os principais módulos da da solução LogSist envolvem processos de gerenciamento, tráfego, custos e orçamentos, gestão de materiais e manutenção básica e preventiva.

Cecoti contrata PC Sistemas e cresce 50%
A Cecoti Food service, empresa mineira de distribuição de produtos alimentícios, contratou o software de gestão da PC Sistemas, o WinThor. Segundo o diretor Comercial da distribuidora, Sidney Fernando, a solução propiciou crescimento de 50% à empresa. Com a implementação do WinThor, a companhia passou a controlar, a partir de um sistema único, suas áreas de venda, ordens de produção, contábil, fiscal e frente de loja, com o módulo Autosserviço.
Ceitec finaliza novo chip para RFID

A Ceitec S.A. chegou à fase final de desenvolvimento de um novo chip para aplicações em logística com tecnologia de radiofrequência, chamado CTC13000.

Direcionado ao mercado de RFID, o chip oferece a possibilidade de rastreamento de itens, por meio de um registro de informações armazenadas em sua memória interna.

STI: Toshiba mira chip RFID e o Ceitec

A fábrica porto-alegrense de chips Ceitec pode ser uma das parcerias da STI Semiconductor Design Brasil, joint venture inaugurada este mês entre a Semp Toshiba e a Toshiba Corp., para a produção de um semicondutor para RFID no país.

Ceitec vai testar RFID para estacionamento

O Ceitec abriu uma licitação para contratar um sistema de controle de estacionamento por radiofrequencia com o objetivo de testar as tags RFID na frequência de 915MHz projetadas pela equipe do centro de desenvolvimento de chips.

O edital prevê a compra do de equipamento, instalação, software e manutenção por 12 meses por um valor estimado em R$ 35 mil.

Linx: solução RFID via rádio frequência no BR

A Linx Prevenção de Perdas está lançando a Linx RFID, solução de identificação por rádio frequência integrada para ampliar a produtividade do varejo.

Leroy: Sonda, RFID e preços atualizados

A Leroy Merlin, rede de varejo de construção presente no Rio Grande do Sul, Paraná, Goiás, Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Distrito Federal, investiu em terminais portáteis de rádio-frequência para administrar uma rede de home centers composta por 20 lojas.

Com a solução, a companhia administra auditorias diárias de preços dos cerca de 65 mil itens vendidos em cada loja, além de realizar a emissão de etiquetas de preço, entre outras atividades.

NL abre loja para degustação de RFID

A NL Informática, empresa de softwares de gestão de negócios com sede em Caxias do Sul, acaba de abrir uma loja modelo de tecnologia RFID.

O espaço, localizado na matriz da companhia, faz parte da aposta da NL de focar as soluções de identificação por radiofrequência, especialmente com foco no varejo, para incrementar a estratégia de crescer 45% em 2011.

A empresa gaúcha investe em RFID com aporte de R$ 500 mil recebido da Finep no ano passado.

NL: Centro-Oeste e RFID para crescer 45%

A NL Informática, de Caxias do Sul, está em busca de parceiros no Centro Oeste.

A empresa, que cresceu 30% em 2010 e este ano projeta aumentar o faturamento em 45%, não atuava com canais até o final do ano passado, quando iniciou a estratégia de alianças, que hoje resulta em parcerias comerciais, técnicas e de implantação no Sul.