Os bancos estão arriscando dados financeiros no desenvolvimento de seus softwares.

Um estudo da  Informatica Corporation com 430 profissionais da área apontou que 84% das empresas usam informações reais de seus clientes durante o desenvolvimento e teste de software, 70% utilizam dados de consumidores e 51% usam informações de crédito, débito e outros dados de pagamentos.

Dos pesquisados, 45% não protegem as informações reais usadas em desenvolvimento e teste.

Cerca de 75% dos entrevistados não têm certeza se suas empresas seriam capazes de detectar roubo ou perda acidental de informações usadas no desenvolvimento ou em testes.

Falhas envolvendo dados reais em ambientes de teste e desenvolvimento já aconteceram com 38% e 12% não têm certeza se tiveram falhas ou não.

As consequências são graves, 54% dos que tiveram problemas com os dados afirmam que o incidente resultou na interrupção das operações, 39% sofreram deserção de clientes e 35% perderam receita.

Dos que terceirizam o desenvolvimento ou teste, 51% compartilham dados reais com terceiros e apenas 35% não terceirizam por questões de segurança. Enquanto isso, 41% usam recursos da nuvem para o desenvolvimento e teste, mas apenas 25% estão confiantes ou muito confiantes com relação à segurança em um ambiente de nuvem.