A SiteSeeing, especializada em soluções de monitoramento de performance de aplicações, acaba de firmar uma parceria com a Exceda, focada em aceleração de conteúdo web.

Pela aliança, as duas empresas passam a oferecer um portfólio conjunto de serviços.

“Nosso acordo é de mão-dupla. A Exceda fornecerá ao mercado nossas soluções de monitoramento web e nós apresentaremos aos clientes soluções Akamai de aceleração de conteúdo web”, explica José Ângelo Zanuto, diretor-geral da SiteSeeing. “Com a incorporação da ferramenta SiteSeeing de gerenciamento de qualidade dos serviços eletrônicos às nossas soluções, levaremos um pacote completo de serviços de internet ao mercado”, completa Paulo Cacciari, diretor Comercial da Exceda.

As soluções da Exceda são baseadas no portfólio da Akamai, norte-americana cujos produtos são utilizados por cerca de 1,8 mil clientes, como Grupo B2W, DirectTV e Lojas Americanas.

A Akamai possui uma rede mundial de computadores com 48 mil servidores em 70 países, sendo 1,5 só no Brasil.
Já a solução SiteSeeing monitora a disponibilidade e o tempo de resposta de tudo o que se passa no ambiente de Internet do usuário, desde websites até processos de vendas online, e-banking, entre outros.

De acordo com Zanuto, na monitoração SiteSeeing o cliente é quem determina quais são os serviços que ele quer que a ferramenta monitore em seu site.

O sistema simula o acesso ao conteúdo web como se fosse um usuário final navegando o site, 24 horas por dia, sete dias por semana.

Caso identifique qualquer falha, envia um aviso ao cliente, que pode fazer a correção.

“Para a Exceda, esse serviço faz toda diferença, porque identifica problemas de infraestrutura dos clientes ou dos links de telecomunicação que possam afetar a performance dos serviços Akamai”, explica o executivo.

Ainda conforme ele, os clientes que adotarem o sistema de monitoração SiteSeeing receberão um treinamento para saber avaliar os relatórios gerados pela ferramenta.

“As informações desse documento podem ser integradas a sistemas mais complexos, como bancos de dados, proporcionando a obtenção de outras métricas”, explica Cacciari. “As companhias podem usar estes dados para avaliar o impacto de campanhas de marketing ou em pesquisas sobre o desempenho da empresa, por exemplo”, finaliza.