O anúncio da aquisição da Bell Microproducts pela Avnet, realizado na segunda-feira, 29, ocasionou uma alta nos preços das ações de ambas as companhias.

As ações da Avnet, que fecharam em US$ 28,37, na sexta-feira, 26, saltaram para US$ 29,75, na segunda-feira, 29.

Já na terça-feira, 30, as ações da empresa estavam girando em torno de US$ 30,51, um crescimento de 7,5% em dois dias. Na Dow Jones, o salto foi de apenas 0,4% no mesmo período, segundo informações da Reseller Web.

Enquanto isso, as ações da Bell Micro bateram US$ 7 na terça, contra US$ 5,38 antes do anúncio da aquisição.

Transação chega a US$ 594 milhões
A transação chega a aproximadamente US$ 594 milhões e, com a compra, a Avnet espera aumentar sua receita global em US$ 3 bilhões.

A expectativa é que o acordo seja concluído dentro de 60 a 120 dias, segundo comunicado divulgado pela companhia.

A Avnet comprou a distribuidora de semicondutores e produtos de informática por US$ 7 por ação, aproximadamente US$ 252 em valor patrimonial e outros US$ 342 milhões em débito. Brian Alexander, diretor da empresa de pesquisas Raymond James & Associates, afirmou que a Avnet planeja saldar o débito assim que o acordo for fechado.

A distribuidora planeja vender a operação de revenda da Bell Micro, conhecida como ProSys e Total Tec Systems. A própria Bell Micro já estava procurando combinar as duas organizações em uma única, com receitas de cerca de US$ 400 milhões.

Wolf preferiu não estimar quanto a Avnet deve ganhar com o negócio de revenda da  Bell Micro, mas disse que a distribuidora manterá essa operação por 90 a 150 dias, até que os órgãos regulatórios aprovem a aquisição.

"Este é um bom período para comprar. A Avnet provou isso ao adquirir a Bell Micro e ver suas ações subirem", afirmou Wolf.

No Brasil a Bell Micro está presente desde 2000 e mantém no portfólio fabricantes como Acer, Brocade, Microsoft, Kingston, Samsung, HP, Intel, AMD, NetApp, Hitachi, Seagate e Western Digital.