Tamanho da fonte: -A+A

O desempenho da economia de Caxias do Sul em março registrou crescimento de 16,9% em comparação com fevereiro, fazendo com que a alta acumulada alcance o índice de 16% no trimestre.

O estudo, divulgado pela CIC - Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul e pela CDL - Câmara dos Dirigentes Lojistas, nesta terça-feira, 27, aponta que na relação entre março de 2010 e março de 2009 os setores tiveram significativas taxas de crescimento, com alta superior a 30% na indústria, 8% no comércio e 5% nos serviços.

O acumulado dos últimos 12 meses ficou equilibrado, com queda de menos 0,1%, o que significa que foram recuperadas as perdas verificadas em relação aos 12 meses anteriores, sinalizando o fim do período recessivo.

Contudo, a análise no período de 12 meses mostra que o comércio e a indústria registram números negativos de menos 2,2% e menos 4,3%, respectivamente, contrastando com o crescimento dos serviços de 6,3%.

De acordo com o diretor de Economia, Estatística e Finanças da CIC, Alexander Messias, em março todos os componentes do Índice de Desempenho Industrial apresentaram crescimento em relação a fevereiro deste ano. Na comparação com março de 2009, o crescimento é ainda maior, registrando índices que variam de 18% a 69%.

O crescimento porém é atípico porque decorre da comparação com um mês afetado pela crise econômica. “Os números são muito expressivos e a expectativa é reverter todos os indicadores até maio”, pondera Messias.

A economia por setores
Em março, o comércio caxiense obteve um crescimento de 11,61% em relação a fevereiro de 2010 e de 7,91% em relação a março de 2009. Na relação com fevereiro, somente o segmento de livrarias, papelarias e bazar apresentou uma queda expressiva de 61,17%.

Segundo o diretor de Economia e Estatística da CDL, Miguel Fortes, isto se deve à sazonalidade, já que em fevereiro foi o ponto alto de faturamento do setor em função da volta às aulas.

Quanto aos empregos, o município bateu o recorde total de postos de trabalho com carteira assinada, desde que se iniciou a série histórica da pesquisa, em 2001, totalizando 156.079 vagas, um crescimento de 6,7% em relação aos últimos 12 meses.

Em março, foram abertos 1.004 novos empregos na cidade, o que significa uma desaceleração no ritmo das contratações. Isso indica que os ajustes nos quadros funcionais das empresas necessários até o momento estão em fase de conclusão. Segundo Messias, as empresas anteciparam as contratações prevendo o aquecimento da economia ao longo de 2010.

Já as exportações cresceram 14,9% em relação a fevereiro, fazendo com que o acumulado do ano alcançasse o patamar de 28,3%. Entretanto nos últimos 12 meses as perdas ainda são de 32,9%. As importações, por sua vez, cresceram 57,5% entre março e fevereiro e 74,3% na comparação com março de 2009. O acumulado do ano nas importações é positivo em 24,9%.

Segundo os diretores da CIC, os números mostram melhoria no cenário do comércio exterior, sendo que março registrou o mais alto valor de importação e exportação desde o início da crise.

Crescimento superior ao nacional

O percentual de crescimento da economia na serra gaúcha ultrapassa o dobro do percentual nacional: o Serasa Experian de Atividade Econômica (PIB Mensal) apontou um crescimento nacional estimado em fevereiro de 7,4% em relação ao mesmo mês do ano passado.

Os índices nacionais foram notícia no Baguete e podem ser conferidos na íntegra na matéria relacionada abaixo.