Com o crescente uso das redes sociais, os executivos de TI não podem mais se dar ao luxo de ignorar o que é feito nestes ambientes pelos empregados das empresas em que atuam.

A opinião é do sócio-diretor TGT Consult, Pedro Bicudo, que palestrou no Recife nesta semana, durante o Fórum Nordeste Digital, promovido pela revista TI Inside.

De acordo com o executivo, as novas tecnologias como cloud computing, redes sociais e mobilidade vão mudar o mundo, os negócios e a posição, além da visão e atuação do CIO.

"Não dá mais para limitar a ligação entre a empresa e as pessoas que trabalham nela. Ou seja, entre o que elas fazem nos sites de relacionamento e dentro das companhias. O CIO deverá se preocupar com redes sociais e web 2.0", concluiu.

Agora, diz o diretor, além de gestor de contratos, em decorrência da computação em nuvem e da expansão do outsourcing, o diretor de TI terá também como responsabilidade a gestão das informações que circulam nos sistemas da empresa.

"A informação pode ser números, texto, imagens, vídeos, localização e conhecimento", observou Bicudo.