Agências digitais faturaram mais de R$ 1,5 bilhão em 2011, é o que indica o  Censo das Agências Digitais Brasileiras, realizado pela Associação Brasileira das Agências Digitais (ABRADi).

De acordo com a pesquisa, as 2.787 agências pesquisadas faturaram R$ 1.510 bilhões (sem considerar os investimentos em mídia), ou seja, 55% a mais do que em 2010, valor percentual muito acima de qualquer índice de crescimento econômico.

“É um crescimento surpreendente”, afirma Cesar Paz, presidente da ABRADi.

Esse ano, o estudo contou com a participação de cerca de 400 agências de todo o país, incluindo empresas não filiadas à ABRADi.

“Conseguimos dobrar e qualificar ainda mais a base de respondentes, o que garantiu realizar uma análise mais profunda e real do setor”, explica Diego Rydz, sócio-diretor da Setweb e diretor da ABRADi, responsável pelo projeto.

Além disso, o censo aponta um aumento no número de empregos diretos gerados. Ao todo, o setor emprega 25.500 mil pessoas, tendo aumentado esse número em 9,81% em relação a 2010.

Outro apontamento do levantamento – com base em dados do IBGE e da ABAP – é o crescimento no número de agências digitais, que saltou de 2.518 para 2.787 – um aumento de 10% em relação a 2010.

Segundo a ABRADi, o valor percentual permaneceu constante nos últimos três anos.