A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul aprovou nesta terça-feira, 21, por 40 votos a zero, o projeto de lei que isenta de cobrança do ICMS as obras de reforma do Beira-Rio e da construção da Arena do Grêmio.

Uma emenda instituiu o teto de R$ 30 milhões de isenção fiscal para ambos.

A reforma do Beira-Rio está orçada em R$ 150 milhões e a construção da Arena, em R$ 400 milhões. Os projetos de Inter e Grêmio também devem se beneficiar da isenção de impostos municipais e federais.