Um estudo patrocinado pela AT&T envolvendo quinze grandes empresas dos Estados Unidos e Reino Unido que utilizam telepresença concluiu que, até 2020, elas podem reduzir suas emissões de CO2 em um total de até 5,5 milhões de toneladas.

A quantidade equivale à remoção de mais de um milhão de veículos de passageiros das ruas pelo período de um ano e a benefícios financeiros de quase US$ 19 bilhões até 2020.

Realizada pela Verdantix, uma firma de pesquisa e análise independente, a pesquisa baseou-se em entrevistas realizadas com executivos do Índice Global 500 e adotantes precoces da telepresença, entre elas Accenture, Aviva, EMC e Microsoft. 

Ainda segundo o estudo, uma empresa com receita anual igual ou superior a US$ 1 bilhão que implanta quatro salas de telepresença pode obter um retorno financeiro sobre o investimento feito no período de até 15 meses.

Além disso, economiza cerca de 900 viagens a negócios no primeiro ano de utilização da telepresença e , por fim, reduz suas emissões em 2.271 toneladas no prazo de cinco anos - o equivalente, em termos de volume emitido de gases estufa, à remoção de 434 carros de passageiros das ruas por um ano.

O estudo está disponível no link relacionado abaixo.