Entre 2010 e 2011, o Rio Grande do Sul teve garantidos investimentos de R$ 14,8 bilhões por empresas.

Desse total, R$ 4,7 bilhões entraram no ambiente de negócios em 2010 e R$ 10,1 bilhões em 2011, totalizando 60 projetos de 21 setores.

Para o governador Tarso Genro, esses dados mostram que o Estado está vencendo os desafios para se alinhar ao processo de desenvolvimento do Brasil.

“O Rio Grande do Sul está se organizando institucional, financeira e orçamentariamente para dar um salto com inclusão social e produtiva”, disse.

Tarso confirmou que no mês de março de 2012 a SDPI e a Agência de Desenvolvimento e Promoção do Investimento (AGDI) vão concluir a elaboração de uma nova política industrial que servirá de modelo de desenvolvimento, ao pensar e propor ações para 22 setores da economia gaúcha.

Técnicos do Sistema de Desenvolvimento Econômico trabalham na prospecção de outros R$ 12,8 bilhões em novos projetos industriais, elevando o estoque de investimentos para R$ 27,6 bilhões.

Não foram dados prazos para os novos aportes.

Entre os setores destacados está o da indústria oceânica, que engloba R$ 2,7 bilhões de investimento.

Além disso, BRDE e Badesul, juntos, emprestaram R$ 837 milhões até o final de outubro de 2011. O Banrisul, por sua vez, injetou R$ 30 bilhões na economia gaúcha.