Foto: Divulgação, Blog Story/Flickr

Destinos de 80% dos imigrantes brasileiros na província canadense do Québec, a cidade de Montreal vem se consolidando como um hub de startups, abrindo boas oportunidades à TI.

Levantamento do site Nearshore Americans indica que a metrópole está logo atrás da norte-americana São Francisco, encravada no Vale do Silício, em empregos de tecnologia, e à frente da cidade de Nova York, considerada hoje o segundo maior polo tecnológico dos Estados Unidos.

De acordo com o site, assim como o Vale do Silício, a cidade de Montreal conta com recursos educacionais, diversidade cultural e uma abordagem amigável do governo relacionada a startups.
 
Além disso, um estudo da consultoria KPMG aponta Montreal como uma cidade com baixo custo para instalação de empresas.
 
O contraste são alugueis em Boston, São Francisco e mesmo Nova York, que dificultariam a instalação de empresas ainda jovens, e sem muito caixa.
 
Esse conjunto de fatores, diz o Nearshore, tem feito de Montreal uma cidade atraente para o empreendedorismo, e a geração de empregos.
 
Não foram divulgados, no entanto, dados sobre o número de startups na cidade.
 
Sabe-se, porém, que o conjunto atual de empresas estabelecidas na província já sofre com a carência de mão de obra qualificada.
 
São mais de 6,8 mil empresas de TIC somente na província.
 
Segundo o Conselho das Tecnologias de Informação e Comunicação, os profissionais formados no exterior respondem por 8% do total de contratados da área atualmente.
 
Dos 14 perfis de formação necessários para atender o mercado, apenas três chegarão com equilíbrio entre demanda e oferta de mão de obra ao fim de 2011. Em quatro anos, porém, a carência atingirá todas as especialidades.