Investigação do Ministério Público do Trabalho (MPT) de Campinas concluiu que agressões físicas e  psicológicas provocaram quadros depressivos, problemas na saúde de ordem mental e de sistema ósseo-muscular em funcionários da Samsung no Brasil.

Segundo o site Exame.com, a denúncia do MPT foi apresentada em maio de 2010.

Os funcionários ouvidos narraram jornadas extenuantes, com a realização de movimentos repetitivos na linha de produção, além de agressões e tratamento humilhante dos supervisores.

A fiscalização do Trabalho entende que se trata essencialmente de um problema de diferença cultural, já que também foram registradas queixas similares nas coreanas LG e Hyundai.

Recentemente, na China, houve uma onda de suicídios nas empresas motivada, em princípio, pelas condições de trabalho.

O ministério pretende assessorar as empresas asiáticas que querem se instalar na região quanto à legislação trabalhista brasileira.

A Samsung firmou em agosto um acordo judicial com o MPT se comprometendo a acabar com o abuso trabalhista e pagar uma indenização por danos morais de um total de R$ 500 mil.

Leia a matéria completa da Exame.com nos links relacionados abaixo.