A Cebit deve render US$ 9 milhões nos próximos 12 meses ao Rio Grande do Sul – representando 15% do total estimado em negócios para o Brasil, de US$ 60 milhões.

Foram 860 contatos mantidos com 16 empresas gaúchas.

De acordo com o secretário estadual da Ciência, Tecnologia e Inovação, Cléber Prodanov, o RS se destacou entre os estados: “Temos um grupo qualificado de empresas, parques e governo”, explica.

Segundo Prodanov, os parques tecnológicos ganharam notoriedade durante o evento, já que a maioria das empresas prefere investir neste tipo de infraestrutura, tradicional na maior parte do mundo.

“As empresas estrangeiras querem se instalar em parques tecnológicos, porque os parques são plataformas para importar empresas e exportar produtos”, justificou Prodanov.

Agora, Prodanov quer manter os contatos, voltando à Alemanha em abril, para a feira industrial Hannover Messe.

Do lado de lá, Agências e Universidades alemãs devem visitar o estado ainda no primeiro semestre de 2012, para detalhar a presença do estado na Feira do Livro de Frankfurt em 2013, quando o Brasil será o homenageado.