As ações da Rússia vão superar a rentabilidade da Bovespa este ano.

A projeção é de Geoffrey Dennis, estrategista mundial de mercados emergentes do Citigroup, informa o site Exame.com.

O Citigroup cortou recomendação para o Brasil, sugerindo que investidores mantivessem em carteira a mesma quantia de ações definida em índices de referências.

Já para a Rússia, o banco elevou as recomendações de neutra para overweight, o que não ocorria desde outubro do ano passado.

O aumento na recomendação da Rússia foi motivado pela baixa relação entre preço e lucro.

No caso do Brasil, o corte ocorreu devido ao aumento de juros e das incertezas em relação às políticas da presidente Dilma Rousseff.

Segundo Dennis, a valorização será puxada pela recuperação mundial, juros americanos no menor nível histórico, expansão de lucros das empresas e múltiplos, favorecendo alta de 30% nas ações dos emergentes.