A PUC-RS inaugura nesta sexta-feira, 10, o Portal Tecnopuc.

O edifício, que custou R$ 21 milhões financiados por Caixa-RS e BNDES e sozinho dobra o espaço disponível no parque com 22 mil m2 adicionais, é também uma aposta do Tecnopuc em manter sua posição de liderança no cenário nacional de pesquisa e desenvolvimento.

“Somos hoje o parque de referência no Brasil e queremos seguir entre os três maiores”, resume o pró-reitor de pesquisa e pós-graduação da PUC-RS, Jorge Audy. O novo prédio já abre com 60% de ocupação, incluindo nomes de peso como Accenture, Stefanini e ToughtWorks.

Mais do que em empregos gerados e empresas instaladas – o Tecnopuc abriga 48 companhias e deve fechar o ano com 5,5 mil funcionários –, Audy prefere medir os resultados pelo volume de recursos investidos em P&D dentro do parque.

“Neste ano serão R$ 50 milhões em projetos de pesquisa aqui dentro”, revela o pró-reitor. A cifra representa uma alta de 42% frente a 2009.

Para ano que vem, o Tecnopuc já captou R$ 9,6 milhões da Finep, dos quais R$ 1,5 milhão irão para um novo laboratório de computação de alto desempenho e o restante para pesquisas na área de saúde.

Além do volume de investimento, Audy destaca os resultados que as pesquisas no Tecnopuc produzem do lado de fora do parque, como a nova tecnologia de impressão por cloud computing da HP, desenvolvida pelos 300 pesquisadores da multinacional instalados no local.

“Nós ficamos sabendo do lançamento pela imprensa. O sigilo extremo é a prova da importância do que eles trabalham aqui”, comenta Audy.

O novo prédio deve representar também a última chance para os interessados em colocar sua empresa na Fase II do Tecnopuc, ao lado do campus porto alegrense da PUC-RS.

Ainda há dois prédios na prancheta, mas eles serão em um caso  um centro de relacionamento e uma extensão de uma operação já existente da Petrobrás.

“Depois disso, acabou”, garante Audy, afirmando que mais prédios poderiam causar problemas como falta de vagas de estacionamento. Junto ao portal foi construído um prédio estacionamento com 700 vagas que pode ser ampliado até 2 mil.

O desafio agora passa a ser levar empresas para a Fase III do Tecnopuc, instalada no antigo seminário marista de Viamão, um espaço de 27 hectares com pelo menos 32 mil m2 de área construída.