A presidente Dilma Roussef confirmou o destino de sua primeira viagem internacional, que ocorre na segunda-feira, 31, ou terça, 1º de fevereiro. A governante visitará a Argentina, mas também projeta, para março e abril, idas aos EUA e China.

Conforme a Assessoria Internacional da Presidência, no país vizinho a missão de Dilma será "marcar o eixo prioritário da política externa". Nos demais países, os planos também incluem tratativas econômicas e comerciais, especialmente nas áreas de energia e etanol.

Na China, a presidente terá foco no fortalecimento das relações com atuais parceiros asiáticos, como Japão, Indonésia e Índia. Conforme divulgado pela assessoria, Dilma pretende levar ao país uma missão de empresários brasileiros para negociar com os chineses formas de aumentar a parcela de produtos industrializados nas exportações hoje enviadas àquele país.

Na América do Sul, Dilma ainda visitará em breve o Uruguai e o Paraguai.

Chile, Bulgária e Ucrânia também estão nos planos da nova governante do país.