Tamanho da fonte: -A+A

Um estudo realizado na área de fiança e contabilidade pela Robert Half, empresa de recrutamento especializado, aponta que 34% das organizações brasileiras têm dificuldade para contratar profissionais de finanças e um quarto delas não conseguem preencher as posições de auditores.

Com isso, a pesquisa mostra que a contratação de profissionais dessas áreas é mais difícil no Brasil do que em outros países, onde essa preocupação é de apenas 19% dos gestores entrevistados no estudo.

Segundo informa a Robert Half, o mercado brasileiro vive um momento de fusões e aquisições de novos negócios, investimentos de multinacionais e preparação para venda de operações, o que exige auditorias detalhadas.

Conforme explica Mário Custódio, especialista em recrutamento da divisão de Finanças e Contabilidade da Robert Half, o desafio de encontrar pessoal qualificado disponível para atuar nessas áreas tem inflacionado os salários.

“Muitas vezes, esses especialistas só aceitam mudar de emprego com oferta de aumento salarial de 60% a 70%. E as empresas não estão mais dispostas a supervalorizar os talentos como fizeram antes da crise financeira”, comenta Custódio.

Mesmo com toda a dificuldade de encontrar profissionais, as organizações brasileiras estão otimistas quanto às perspectivas para o próximo ano e, conforme a pesquisa, metade dos executivos do Brasil está confiante no crescimento de suas empresas em 2012.