O governo do Rio Grande do Sul estima um prejuízo próximo a R$ 500 milhões nas lavouras do estado devido à estiagem.

Conforme o portal Rural BR, as perdas são maiores nas lavouras de milho, feijão e na produção de leite das regiões Central, Norte e Noroeste do estado.

Além disso, o número de municípios que decretaram situação de emergência subiu para 42 na última quarta-feira. Entre eles estão Santa Cruz do Sul, Frederico Westphalen, Pinhal, Palmeira das Missões e Putinga.

A Defesa Civil estima que 248 mil pessoas já tenham sido afetadas pela falta de chuva.

O Estado prevê que as 24 prefeituras que já emitiram Notificações Preliminares de Desastre (Nopreds) também vão decretar situação de emergência e que outras 110 administrações municipais podem seguir o mesmo caminho até a próxima semana.

De acordo com o portal, a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, afirmou que o governo estadual poderá emitir um decreto coletivo de situação de emergência, no qual relacionaria todos os municípios prejudicados pela estiagem, facilitando a liberação de recursos federais e o pagamento do seguro aos agricultores que perderam suas lavouras.