Relatório da CA Technologies indica que  54% dos CIOs acreditam que a cloud computing tem possibilitado que eles dediquem mais tempo à estratégia e à inovação dos negócios.

O empurrãozinho na carreira estaria aumentando a probabilidade dos CIOs alcançarem posições de CEOs. Na realidade, indica o estudo, apenas 4% dos atuais CEOs ocuparam, antes, cargos de CIOs.

Segundo a CA, essa estatística sugere que, na maioria das empresas, os CIOs vem sendo negligenciados no que se refere ao preenchimento de posições de alto comando.

O relatório, no entanto, mostra que aqueles CIOs que já adotaram a computação na nuvem sentem-se mais confiantes do que seus colegas que ainda relutam em fazê-lo.

Aproximadamente, 71% dos CIOs que implementaram a novidade, sentem-se agora melhor posicionados para almejar outros cargos de direção, enquanto apenas 44% entre os que ainda não estão ‘na nuvem’, sentem a mesma motivação.

Entre os CIOs entrevistados, 39% daqueles que já adotaram a computação na nuvem – contra 24% daqueles que não a adotaram -, enxergam seu cargo atual como um degrau em direção à posição de CEO.

“Já sabemos que a computação na nuvem é revolucionária em termos do que pode representar para os negócios; agora, temos a comprovação de que ela também está criando um novo tipo de líder tecnológico”, comenta Jacob Lamm, vice-presidente executivo de Desenvolvimento Corporativo e Estratégico da CA Technologies.

Mais da metade dos CIOs ouvidos na pesquisa disseram que se sentem na posição ideal para almejarem cargos de CEO, à medida em que a computação na nuvem lhes permite tempo para que se dediquem à inovação, à estratégia, e à eficiência dos negócios.