O mercado de ações está mais próximo da TI. O Baguete fechou uma parceria com a SIM Investimentos, que dará aos leitores do portal valor diferenciado na inscrição para o curso “Introdução ao Mercado de Capitais”.

Normalmente, a capacitação custa, no mercado, R$ 400. No acordo com o Baguete, sairá por R$ 250. “Nosso objetivo é auxiliar os interessados a entrarem no mercado de ações, utilizando o expertise da SIM, consultoria especializada no assunto”, revela o diretor Comercial do Baguete Diário, Gerson Leonini.

O curso conta, ainda, com uma apostila-revista. O conceito resulta em um material amigável, que traz todo o conteúdo necessário ao aluno, mas de forma diferente do tradicional texto corrido. “Utilizamos muitas imagens, figuras, gráficos, aproximando o participante do treinamento do ambiente de cotações, indicadores econômicos, entre outros temas”, explica o sócio-diretor da SIM, Fernando Trentin.

Com sede em Porto Alegre, a SIM é representante da Souza Barros, corretora de valores mobiliários mais antiga em atividade no Brasil.

No curso oferecido pela empresa, os participantes aprendem todos os conceitos necessários para começar um investimento em bolsa. Entre outros, são abordados tópicos como planejamento econômico, classes de ativos financeiros, índices de ações (Ibovespa, IGC, Itag, IBX e IVBX), precificação de ações, tipos de papéis e conteúdos para análise de mercado acionário.

“Com esta parceria, nosso objetivo é pulverizar o mercado de ações, ou seja, leva-lo a cada vez mais pessoas, para que conheçam suas oportunidades e se beneficiem delas”, ressalta Trentin. “Com o Baguete, esperamos aumentar o interesse da área de TI no assunto, já que o setor não é, atualmente, um dos mais assíduos interessados em investir no mercado de capitais”, complementa.

A programação completa do curso está disponível pelo link abaixo, que também fornece ferramenta online para inscrições. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (51) 3022.0700.

Mercado bilionário
No ano passado, foram realizadas 64 aberturas de capital no Brasil, movimentando R$ 55,6 bilhões. A Bovespa nunca havia registrado tantas estréias em um único ano.

Bombando
Uma das provas de que este mercado está em franca ascensão é a OGX, petrolífera do empresário Eike Batista. Há duas semanas, a empresa captou R$ 6,7 bilhões em seu dia de estréia na oferta pública de ações, superando a Bovespa Holding, que levantou R$ 6,6 bilhões.

Com o ganho espantoso, a companhia levou o título de maior IPO (sigla em inglês para oferta pública inicial) da Bovespa.