O Riverwood Capital anunciou nesta terça-feira, 27, a compra da Mandic, que terá a operação fundida com a Tecla Internet, cujo controle já estava nas mãos do fundo.

Não foram revelados detalhes sobre valores ou a nova composição acionária do negócio, apenas que o plano de investimentos para os próximos três anos é de R$ 100 milhões.

O fundo de investimento será o acionista majoritário, com participação acionária de Aleksandar Mandic, fundador da Mandic, e Sidney Breyer, fundador e acionista da Alog.

O data center comprou a Tecla em 2007, sendo por sua vez adquirido pela Riverwood em fevereiro de 2011.

O time de gestores da companhia incluirá, entre outros, executivos oriundos das duas empresas como Lucio Boracchini, Paulo Lima, Cristian Gallego e Antonio Carlos Pina.

Em nota, as partes informam que o negócio visa criar criar a companhia líder em soluções de software como serviço (SaaS) e infraestrutura como serviço (IaaS) de cloud computing do Brasil para o mercado corporativo e de pequenas e médias empresas, sob a marca Mandic.

A nova empresa somará mais de 19 mil clientes e uma estimativa de crescimento superior a 50% ao ano. Os serviços serão hospedados nos data centers da Alog.

“Receber esse aporte da Riverwood Capital nos permite viver um novo marco na história da empresa e trazer mais novidades ao mercado em prol da evolução na área de serviços para web”, destaca Aleksandar Mandic, fundador da Mandic.

A fusão é mais um passo na carreira de Mandic, que é sem nenhuma dúvida um dos pioneiros da Internet brasileira.

O empresário fundou a Mandic em 1990, na época o BBS mais usado no país, e foi um dos sócios-fundadores do iG. Nos últimos anos, a empresa se posicionou como um serviço corporativo de e-mail.

Nas eleições presidenciais de 2010, Mandic surpreendeu concorrendo a deputado federal pelo DEM de São Paulo.

Os resultados na política foram menos impressionantes: 10,9 mil eleitores votaram no candidato, que baseou sua campanha na interação online e chegou a dar o número do celular durante o horário eleitoral.