Tamanho da fonte: -A+A

A organização Wikileaks, famosa por divulgar documentos secretos e comprometedores de governos do mundo todo, e por resistir à pressão desses mesmos governos para encerrar as atividades, foi derrubada por outro inimigo: a falta de dinheiro.

Em nota, a organização comunicou que “não divulgará mais segredos oficiais por falta de financiamento”.

O anúncio foi realizado em entrevista coletiva em Londres pelo fundador do Wikileaks, Julian Assange.

Assange atualmente está retido no Reino Unido à espera da conclusão de um julgamento de extradição para a Suécia sob a acusação de supostos abusos sexuais.

O Wikileaks destacou que suspende a divulgação de documentos secretos oficiais perante “o bloqueio arbitrário e ilegal” realizado por empresas americanas como Bank of America, Visa, MasterCard, PayPal e Western Union, que dificultaram o acesso a fontes de financiamento.